VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sábado, 1 de dezembro de 2012

TEMPO DO ADVENTO


- Advento é uma palavra que vem do verbo latino: advenire, que se traduz por “vir para perto de, chegar bem junto de”. Na linguagem cristã católica, advento é o tempo que precede a grande festa do Natal. São as quatro semanas preparatórias para o natalício de Jesus Cristo.
O significado da palavra é muito sugestivo. Advento é a atitude, é a decisão de alguém vir para perto de você. Ou também, de você se achegar bem perto de alguém.
Quem é aquele que quer chegar bem perto de você? Que quer tempo, bastante tempo para ir chegando pertinho de você? E por que quer vir para junto de você, nas quatro semanas do advento?
Quem é aquele de quem você quer aproximar-se mais, junto de quem você deseja ir durante o tempo do advento?

Para adolescentes o mundo virtual é tão importante como o real, revela estudo



Um estudo sobre a brecha digital entre adultos e adolescentes realizado durante três anos em colégios de Barcelona, Madrid, Zaragoza, Sevilha e Santiago de Compostela (Espanha) revelou que os jovens percebem o mundo virtual como se fosse uma extensão da realidade, enquanto os adultos usam a rede como um instrumento.

Assim o explicou em uma entrevista à agência Europa Press o sociólogo investigador principal do estudo e professor da Universitat Ramon Llull (URL), Jordi Busquet, quem indicou que para os adolescentes "são duas realidades paralelas que formam parte da própria vida ".

O estudo, no qual se entrevistou 120 jovens de idade escolar – e 60 adultos –entre professores e pais de alunos–, foi liderado por investigadores da Faculdade de Comunicação Blanquerna da URL, em colaboração com a Universitat Oberta da Catalunya (UOC), a Universidade de Sevilha, a Universidade de Salamanca e a Universidade Juan Carlos I de Madrid.

O que pode REALMENTE satisfazer o desejo de Deus presente em todos os homens?



Publicamos a seguir o texto da catequese de Bento XVI durante a Audiencia Geral desta quarta-feira, na praça de São Pedro.
O Ano da fé. O desejo de Deus.
Queridos irmãos e irmãs,
O caminho de reflexão que estamos fazendo juntos neste Ano da Fé nos leva a meditar hoje sobre um aspecto fascinante da experiência humana e cristã: o homem traz consigo um misterioso desejo de Deus. De modo muito significativo, o Catecismo da Igreja Católica inicia com a seguinte consideração: “O desejo de Deus está inscrito no coração do homem, porque o homem foi criado por Deus e para Deus; e Deus não cessa de atrair para si o homem e somente em Deus o homem encontrará a verdade e a felicidade que busca sem parar” (n27).
Afirmação esta que ainda hoje, em muitos contextos culturais parece totalmente aceitável, quase óbvia, poderia parecer talvez um desafio no âmbito da cultura ocidental secularizada. Muitos dos nossos contemporâneos poderiam de fato afirmar que não sentem por nada um desejo de Deus. Para muitos setores da sociedade Ele não é mais o esperado, o desejado, mais sim uma realidade indiferente, diante da qual não se deve nem mesmo fazer o esforço de pronunciar-se. Na verdade, aquilo que definimos como “desejo de Deus” não está totalmente desaparecido e se aproxima ainda hoje, de vários modos, ao coração do homem. O desejo humano tende sempre a determinados bens concretos, frequentemente outros que não o espiritual, e ainda se encontra diante da interrogação sobre o que realmente é “o” bem, e então a se confrontar com qualquer coisa fora de si, que o homem não pode construir, mas é chamado a reconhecer. O que pode realmente satisfazer o desejo do homem?

Decisão provisória da Justiça mantém ‘Deus seja louvado’ nas cédulas do Real.



G1
A 7ª Vara de Justiça de São Paulo negou na quinta-feira (29) pedido de antecipação de tutela feito pelo Ministério Público Federal solicitando que a União e o Banco Central retirassem, no prazo de 120 dias, a expressão “Deus seja louvado” de todas as cédulas a serem impressas.
A juíza federal Diana Brunstein argumenta na decisão que “não foi consultada nenhuma instituição laica ou religiosa não cristã que manifestasse indignação perante as inscrições da cédula e não há notícia de nenhuma outra representação perante o Ministério Público neste sentido. Entendo este fato relevante na medida em que a alegação de afronta à liberdade religiosa não veio acompanhada de dados concretos, colhidos junto à sociedade, que denotassem um incômodo com a expressão ‘Deus’ no papel-moeda”.
A decisão é provisória e o processo segue agora os trâmites normais. Não há previsão de quando a ação será julgada. O que foi negado nesta quinta-feira foi o pedido de antecipação de tutela, pois a Justiça interpretou não se tratar de algo urgente.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A Missa Silenciosa

Como muitas pessoas não entendem o por quê de não poder bater palmas na Santa Missa, nem mesmo ter danças, gritos e músicas animadas e ritmadas, iremos aqui abordar este tema. Nós não pregamos isto por mero “achismo”, mas este ensinamento é a FÉ da Igreja bimilenar, e que SEMPRE esteve na mentalidade dos Católicos. Infelizmente de uns anos pra cá, isso foi se perdendo com o modernismo infiltrado na Igreja. E hoje infelizmente muitos fazem da Missa um Circo! O que é completamente errado.
“Ah mas meu pároco permite, então tá tudo bem” Não! Não está tudo bem! O pároco deve tanta obediência à Igreja quanto qualquer um de nós! E só por que muitos não são obedientes agora vamos segui-los? Iremos atrás de Judas ou dos outros 11 apóstolos? Saibam que Judas sempre teremos na Igreja, e portanto temos que ter discernimento para saber reconhecê-los e não seguir suas desordens.
Enfim, vamos começar. O que é a Santa Missa?
R: A Santa Missa é a renovação incruenta do Sacrifício do Calvário. É o mesmo e único sacrifício infinito de Cristo na Cruz, que foi solenemente instituído na Última Ceia. Nesta cerimônia ímpar, Cristo é ao mesmo tempo vítima e sacerdote, se oferecendo a Deus para pagamento dos pecados, e aplicando a cada fiel seus méritos infinitos.

Pobreza moral, espiritual e material: por quê?



De um lado, a pobreza escolhida e proposta por Jesus; de outro, a pobreza a ser combatida para tornar o mundo mais justo e solidário.

Na homilia na Missa na Solenidade de Maria Mãe de Deus, em 1º de janeiro de 2009, Bento XVI fazia a distinção entre essas duas pobrezas, uma positiva, a de Jesus, e a outra negativa, a do homem.

Deus escolheu a pobreza de Jesus. Quis nascer assim mas poderíamos acrescentar imediatamente: quis viver, e também morrer assim. Dizia o Apóstolo S. Paulo, "Não se trata de vos pordes em dificuldade para aliviar os outros, mas que haja igualdade" (8, 13).

JMJ: Papa Bento XVI vai celebrar missa em fazendas na Zona Oeste do Rio em 2013.


Veja
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou nesta quarta-feira que a vigília e a missa de encerramento, celebrada pelo papa Bento XVI, durante a Jornada Mundial da Juventude, serão realizadas em duas fazendas no bairro de Guaratiba, na Zona Oeste. Os dois locais servirão de estadia para os católicos durante os dois últimos dias do evento, que durará, no total, seis dias – entre 23 e 28 de julho de 2013. As fazendas suportam, juntas, 2,5 milhões de fiéis. “Uma das áreas é maior do que o oferecido em Madri, na última jornada”, afirmou Paes. Segundo a prefeitura, os donos das fazendas não cobraram a contrapartida em dinheiro para emprestar a terra. No entanto, o executivo municipal se comprometeu em fazer obras de melhoria na área, como a dragagem de canais.
Guaratiba fica a aproximadamente 50 quilômetros do centro do Rio. Ainda serão estudadas as formas de locomoção dos jovens que participarão da jornada. A Avenida das Américas, importante via de acesso ao bairro, deverá ter um trecho fechado durante a JMJ. “Vamos usar o trem que chega a Campo Grande e a Santa Cruz. Também utilizaremos a Avenida Brasil. Não se trata de uma chegada ao local em uma hora. Estamos falando de um dia de peregrinação”, disse o prefeito, lembrando que a parte final da jornada inclui caminhadas a pé.
LEIA TAMBÉM:
Ocupe o Rio: Jornada Mundial da Juventude, em 2013, será o maior evento da história do Rio
Para facilitar a chegada e a saída dos fiéis, será preciso abrir novos caminhos. As fazendas serão dividias em cerca de 40 lotes, cada um com tendas de alimentação e da defesa civil, bancadas pela Igreja Católica. Um dos terrenos é basicamente mato e está sendo aterrado para se transformar em um loteamento futuro. Outra é de pecuária. As fazendas chamam-se Mato Alto e Vila Mar – nesta última será montado o altar em que o papa realizará a missa final do evento.

Como falar de Deus no mundo hoje? Responde-nos o Papa.



CATEQUESE
Sala Paulo VI
Quarta-feira, 28 de novembro de 2012
Caros irmãos e irmãs, A pergunta central que hoje nos fazemos é a seguinte: como falar de Deus no nosso tempo? Como comunicar o Evangelho, para abrir estradas na sua verdade salvífica nos corações sempre fechado dos nossos contemporâneos e na mente deles tantas vezes distraídas por tantos estímulos da sociedade?
O próprio Jesus, dizem-nos os Evangelistas, no anunciar do Reino de Deus se perguntou sobre isto: “A que podemos comparar o reino de Deus e com que parábola podemos descrevê-lo?” (Mc 4,30). Como falar de Deus hoje?
A primeira resposta é que nós podemos falar de Deus, porque Ele falou conosco. A primeira condição para falar de Deus é também a escuta de quanto disse o próprio Deus. Deus falou conosco! Deus não é uma hipótese distante sobre a origem do mundo; não é uma inteligência matemática muito distante de nós. Deus se interessa por nós, nos ama, entrou pessoalmente na realidade da nossa história, se auto-comunicou até encarnar-se. Então, Deus é uma realidade da nossa vida, é tão grande que tem também tempo para nós, ocupa-se de nós. Em Jesus de Nazaré nós encontramos a face de Deus, que desceu do seu Céu para imergir-se no mundo dos homens, no nosso mundo, e ensinar a “arte de viver”, o caminho da felicidade; para libertar-nos do pecado e tornar-nos filhos de Deus (cfr Ef 1,5; Rm 8,14). Jesus veio para salvar-nos e mostrar-nos a vida boa do Evangelho. Falar de Deus quer dizer antes de tudo ter bem claro isso que devemos levar aos homens e às mulheres do nosso tempo: não um Deus abstrato, uma hipótese, mas um Deus concreto, um Deus que existe, que entrou na história e está presente na história; o Deus de Jesus Cristo como resposta à pergunta fundamental do porquê e do como viver. Por isto, falar de Deus requer uma familiaridade com Jesus e o seu Evangelho, pressupõe uma nossa pessoal e real consciência de Deus e uma forte paixão pelo seu projeto de salvação, sem ceder à tentação do sucesso, mas seguindo o método do próprio Deus. O método de Deus é aquele da humildade – Deus se faz um de nós – é o método realizado na Encarnação na simples casa de Nazaré e na gruta de Belém, aquela da parábola do grão de mostarda. Não devemos temer a humildade dos pequenos passos e confiar no fermento que penetra na massa e lentamente a faz crescer (cfr Mt 13,33). No falar de Deus, na obra de evangelização, sob a orientação do Espírito Santo, é necessária uma recuperação da simplicidade, um retornar ao essencial do anúncio: a Boa Notícia de um Deus que é real e concreto, um Deus que se interessa por nós, um Deus-Amor que se faz próximo de nós em Jesus Cristo até a Cruz e que na Ressurreição nos doa a esperança e nos abre a uma vida que não tem fim, a vida eterna, a vida verdadeira.

A Cuba que os socialistas brasileiros NUNCA mostram.



Juremir Machado da Silva  - Correio do Povo, Porto Alegre (RS)
Na crônica da semana passada, tentei, pela milésima vez, aderir ao comunismo. Usei todos os chavões que conhecia para justificar o projeto cubano. Não deu certo. Depois de 11 dias na ilha de Fidel Castro, entreguei de novos os pontos.
O problema do socialismo é sempre o real. Está certo que as utopias são virtuais, o não-lugar, mas tanto problema com a realidade inviabiliza qualquer adesão. Volto chocado: Cuba é uma favela no paraíso caribenho.
Não fiquei trancando no mundo cinco estrelas do hotel Habana Libre. Fui para a rua. Vi, ouvi e me estarreci. Em 42 anos, Fidel construiu o inferno ao alcance de todos. Em Cuba, até os médicos são miseráveis. Ninguém pode queixar-se de discriminação. É ainda pior. Os cubanos gostam de uma fórmula cristalina: ‘Cuba tem 11 milhões de habitantes e 5 milhões de policiais’. Um policial pode ganhar até quatro vezes mais do que um médico, cujo salário anda em torno de 15 dólares mensais. José, professor de História, e Marcela, sua companheira, moram num cortiço, no Centro de Havana, com mais dez pessoas (em outros chega a 30). Não há mais água encanada. Calorosos e necessitados de tudo, querem ser ouvidos. José tem o dom da síntese: ‘Cuba é uma prisão, um cárcere especial. Aqui já se nasce prisioneiro. E a pena é perpétua. Não podemos viajar e somos vigiados em permanência. Tenho uma vida tripla: nas aulas, minto para os alunos. Faço a apologia da revolução. Fora, sei que vivo um pesadelo. Alívio é arranjar dólares com turistas’.

Universidade católica PRECISA E DEVE SER católica, claro!!


É líquido e cristalino o direito do grão-chanceler da PUC-SP, arcebispo de São Paulo, de nomear reitor um entre os três professores eleitos pela comunidade universitária.
O procedimento da lista tríplice, igualmente adotado em várias instâncias do Estado -como na escolha de juízes de tribunais superiores ou do chefe do Ministério Público-, revela-se altamente democrático.
Ele produz um equilíbrio saudável entre o sufrágio dos eleitores e a participação crítica do moderador que, entre três pessoas, dará posse àquela que mais se aproxima do perfil ideal para ocupar o cargo.
No caso da PUC-SP, os corpos docente e discente, bem como os funcionários, em votação universal, endossam os três candidatos com potencial para assumir a reitoria.
O grão-chanceler, autoridade máxima da universidade, nomeia um deles. Fá-lo com cabal discricionariedade, tendo em vista o bem maior da instituição.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Cantor Naldo lança 7º CD católico missionário "Que eu Veja"

Nós  católicos do mundo inteiro celebramos  em 2012 o ‘Ano da Fé’. As comemorações reforçam também o cinquentenário da abertura do Concílio Vaticano II, além dos 20 anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica. Conquistas marcantes para a caminhada religiosa cristã que motiva o cantor Raimundo Arnaldo  também a festejar esses valores missionários da igreja, para lançar neste segundo semestre, seu setimo  álbum católico, inteiramente dedicado pela proposta de levar a palavra de Deus em melodias e canções que edificam a vida em Cristo.

Intitulado “Que eu veja” o 7º CD católico de nosso amigo naldo nos proporciona atrves do forró para Jesus momentos únicos para meditação, louvor e adoração.Nesse contexto de renovação e idealismo no cenário da música católica, o disco se compõe em sua totalidade por canções de autoria do próprio do Cantor Naldo em ritmo bem animado do forró.

Para Raimundo Arnaldo " o Naldo", o CD “Que eu Veja” vêm proporcionar em cada faixa uma mensagem confortável, que leve todos a cantarem em sintonia de união com o próximo o canto do Espirito Santo de Deus,  buscando sintetizar toda a emoção vivida com este lançamento e amadurecimento espiritual através da mensagem apostólica aos fiéis.

Jesus no Litoral em Camocim-CE: Nós Vamos Invadir sua Praia


Jesus No Litoral - Camocim 2013
Está chegando a hora... Depois de um ano de 2012 cheio de missões em todos os lugares do Ceará é tempo de Gratidão e Louvor. Exatamente! Somos convidados a viver a 2ª Edição da Missão Jesus no Litoral como momento de ecoar um grande brado de louvor: 1, 2, 3... Jesus te Ama!
O Louvor, segundo o Catecismo da Igreja Católica (nº 2639), é o reconhecimento da natureza divina, daquilo que Ele fez, mas principalmente daquilo que Ele é. Quantas graças nós vivemos, quantas mudanças aconteceram em nossas vidas neste ano. Após a Missão Jesus no Litoral 2012 vivemos um tempo profético de transformação da Juventude Carismática de nossas dioceses. Prova disso é que grande parte dos missionários e lideranças que fizeram as nossas Semanas Missionárias foram jovens.
Deus levantou uma Juventude Missionária! Eu quero louvá-lo por isso!
Agora nós queremos convidar você que viveu essa transformação em sua vida a erguer um louvor a Deus em seu Grupo de Oração e fazer transbordar esta Gratidão participando da 2ª Edição de nossa Missão, que acontecerá de 16 a 20 de janeiro de 2013, mais uma vez na cidade de Camocim, litoral oeste do Ceará.
Estamos convocando 300 missionários de todas as 9 dioceses de nosso estado para se colocarem em ordem de batalha. Você é chamado por Deus: Vinde e vede!

Procure seu coordenador de Grupo de Oração e diga a ele que quer ser missionário. Nossas coordenações diocesanas do Ministério Jovem orientarão quanto aos critérios para se inscrever, o investimento e outros detalhes da missão.
Outras informações: ministeriojovemceara@gmail,com

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

O fim do mundo

alt
Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo Metropolitano de Belém
Assessor Eclesiástio da RCCBRASIL


Não é brincadeira! O mundo vai acabar! Com toda certeza, um dia Deus será tudo em todos, as coisas antigas passarão, contemplaremos o Filho do Homem vir nas nuvens com grande poder e glória (Mc 13,26). Mas... "quanto àquele dia, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas somente o Pai" (Mc 13,24-32).

É da segunda carta de São Pedro a recomendação: "O que esperamos, de acordo com a sua promessa, são novos céus e uma nova terra, nos quais habitará a justiça. Vivendo nesta esperança, esforçai-vos para que ele vos encontre numa vida pura, sem mancha e em paz. Considerai também como salvação a paciência de nosso Senhor" (2 Pd 3,12-15). Aliás, já vivemos no fim dos tempos, desde que veio o Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Inaugurou-se, pela bondade de Deus, o tempo novo. Somos por ele chamados a viver nesta terra antecipando e apressando o dia de Deus (cf. 2 Pd 3,12).

Logo, nenhuma preocupação com o fim do mundo, mas muita ocupação em viver neste mundo com justiça e piedade. Quando se completar a obra, esta chegará ao seu término, será completa, chegará ao fim! Vale a pena buscar um roteiro de viagem para a caminhada nesta terra, ocupando-nos com o que constrói desde já o Reino de Deus, no qual também os seus filhos reinarão.

"Deus não é uma inteligência matemática; é uma realidade em nossa vida"

Tags: audiência geral, Papa Bento XVI, catequese, 
 
Nesta chuvosa quarta-feira de outono, o encontro semanal do Pontífice com os fiéis se realizou na Sala Paulo VI, no Vaticano. Como é tradição, o Papa leu a sua reflexão em italiano, e na sequência, resumiu o texto em várias línguas. Prosseguindo a série sobre o Ano da Fé, a questão principal da audiência foi “Como falar de Deus no mundo de hoje?”.

"Deus não é uma hipótese distante sobre a origem do mundo; não é uma inteligência matemática que está longe de nós. O amor de Deus por nós é infinito e eterno, e a fé cristã é uma resposta aos anseios mais profundos do coração humano” – começou Bento XVI. "Comunicar Jesus Cristo aos homens e mulheres do nosso tempo significa dar testemunho silencioso e humilde do núcleo da mensagem do Evangelho".

O Ano Litúrgico, constituído por diversos ciclos.

O Ano Litúrgico, constituído por diversos ciclos, termina com a Festa de Cristo Rei. Jesus nasce com o título de Rei e é agora proclamado pela Igreja como Rei do universo. É o cume de um reinado que foi manifestado num amor extremo, selado na cruz e na glorificação eterna.
Numa visão, o profeta Daniel contempla o trono de Deus e seu juízo sobre o mundo. Ele vê também alguém como “filho de homem” sobre o trono (Dn 7, 9-14). Nos Evangelhos, a expressão “filho de homem” refere-se a Jesus Cristo, àquele que veio do alto para construir o Reino de Deus.
Devemos entender que não são os poderes do mundo que determinam a história, mas sim, aquele que é o Senhor da história, fazendo triunfar o seu Reino. Isto significa que a última palavra sobre o mundo pertence a Deus. É até uma questão de fé e certeza de que as forças do mundo são meramente passageiras.
O centro da história é Jesus Cristo, que veio como Rei, caminha como Rei e termina seu ciclo na terra como Rei. É o mesmo que dizer: “aquele que é, que era e que vem”. Ele é o cumprimento da Aliança feita por Deus com Abraão lá no passado, que só acontece no gesto de doação total na prática do amor.

Há oito anos foi entronizada na gelada Antártida a imagem de Nossa Senhora mais austral do mundo.



Em uma particular expressão de mandato evangélico de ir por todo o mundo para levar a Boa Nova a todas as pessoas, uma expedição espanhola composta por cientistas e militares levou uma réplica da imagem de Nossa Senhora de Vallivana, padroeira da localidade valenciana de Picassent até a base espanhola “Gabriel de Castilla” na Antártida. A entronização da imagem aconteceu no dia 24 de novembro de 2004, há exatamente oito anos.imagem_mais_austral_de_nossa_senhora.jpg
Esta imagem de 50 centímetros de altura, localizada na Ilha Decepción e venerada pelos efetivos da guarnição militar durante sua estância anual de novembro à março, é a imagem da Santíssima Virgem localizada mais ao sul do planeta. Segundo a Confraria de Nossa Senhora de Vallivana, em Picassent, Nossa Senhora “continua sendo acolhida com enorme carinho por parte das tripulações de outros navios que visitam a base”.
Não existe notícia de que exista outra imagem mais ao sul que a padroeira de Picassent”, informaram fontes da Confraria à agência AVAN. A Santíssima Virgem “faz parte da equipe e os expedicionários a saúdam e se despedem dEla enquanto chegam ou saem da base”, acrescentaram.
Esta réplica da imagem talhada em madeira e venerada em Picassent é obra da escultora Isabel Martínez e foi fabricada em resina de poliéster com decorações em ouro e prata. Antes de sua viagem foi abençoada pelo então reitor do Seminário de Valência, Padre Rafael Albert e disposta em um contêiner especial de ferro hermeticamente fechado e adequado com uma espuma resistente a temperaturas inferiores aos quarenta graus abaixo de zero.
O promotor da iniciativa foi o subtenente especialista da Unidade Militar de Emergências de Bétera, Juan José Lara, oriundo de Picassent e membro da confraria Nossa Senhora da Vallivana e que fez parte da expedição que viajou à Antartida em 2004. Pelas excepcionais características climáticas do lugar, a imagem foi entronizada dentro de uma urna especial e permanece intacta apesar das inclemências do clima do continente congelado. (EPC/GPE)
Com informações de AVAN.

Papa Bento XVI terá conta oficial no twitter, confirma Santa Sé.




A Santa Sé anunciou nesta terça-feira, 27, que o Papa Bento XVI terá uma conta oficial no twitter.

O lançamento será na segunda-feira, 3 de dezembro, às 11h30, (8h30 – horário de Brasília) na Sala de Imprensa da Santa Sé. Na Coletiva, também serão apresentadas informações sobre o uso de novas mídias pelo Vaticano.

Participarão da apresentação o Presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, Dom Claudio Maria Celli; o Secretário do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, Monsenhor Paul Tighe; o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Rádio Vaticano e Centro Televisivo Vaticano, Padre Federico Lombardi; o Diretor do jornal L’Osservatore Romano, Professor Gian Maria Vian; o consultor para a comunicação da Secretaria de Estado, Doutor Greg Burke.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

A aparição da Medalha Milagrosa.




                Na noite de 18 para 19 de julho de 1830, a doce Virgem Maria aparece a uma freira chamada Catarina Labouré. Serão somente duas aparições, que segundo o Papa Pio XII, marcam o início da grande era das aparições marianas.
                Na primeira aparição, a jovem freira é despertada por um menino que lhe diz: "Vinde à capela; a Santíssima Virgem vos espera'". Ela se levanta e fica maravilhada por ver como os corredores do convento vão se iluminando espontaneamente e as portas se abrem sem as chaves. Chegando na capela, o menino desparece, e diante do altar surge a Virgem Maria. Neste momento, a mãe de Jesus aponta para o altar como o lugar onde se alcançam todas as graças. Primeiro esta mensagem aponta para o altar da capela das irmãs das  Filhas da Caridade em Paris, na Rua Du Bac, que passou a ser conhecida como Capela da Medalha Milagrosa. Mas, também recorda o altar de todas as igrejas espalhadas pelo mundo onde se celebra a eucaristia: aí se torna presente Jesus, pronto a derramar suas infinitas graças. Basta ir a Ele.
                A segunda aparição acontece em 27 de Novembro de 1830. A Virgem Imaculada, vestida de branco, com manto azul, abriu e estendeu os braços. Os seus dedos cobriram-se de anéis, dos quais partiam raios de luz para o mundo, que estava a seus pés. Disse então a Aparição:
                «Este globo que vês a meus pés, representa o mundo inteiro e cada pessoa em particular. Estes raios são o símbolo das graças que Eu derramo sobre os que mas pedem».

Famosa blogueira ex-ateia se batizou e já é católica



Leah Libresco, conhecida jovem blogueira ateia norte-americana que em junho deste ano anunciou que acreditava em Deus e que queria ingressar na Igreja Católica, batizou-se no dia 18 de novembro.
Libresco era conhecida pelos seus escritos sobre ética e religião desde uma perspectiva ateia em seu blog "Unequally Yoked" (Jugo Desigual). Entretanto, depois de descobrir "algumas lacunas importantes na defesa das minhas próprias posições" descobriu que "há uma religião que parece a forma mais prometedora para alcançar essa verdade vivente", que desejava.
Em 18 de novembro, em um post publicado em seu blog anunciou que "hoje fui recebida na Igreja Católica e recebi os sacramentos do Batismo, da Crisma e a Santa Comunhão".
Leah também o anunciou na rede social Twitter, onde escreveu que "minha longa viagem chega a um início. recebida na Igreja Católica hoje. Aleluia!".
A escritora de 22 anos indicou no seu blog que escolheu a Santo Agostinho como seu santo padroeiro de Crisma, pois "queria um santo de crisma com o que possa me sentir mais diretamente surpreendida e desafiada".

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Teve início neste Domingo o II encontro preparatório para a JMJ Rio 2013

Neste domingo, 25 de novembro, teve início o II Encontro Preparatório para a JMJ Rio2013 que dá sequência ao que foi realizado em março deste ano, em Rocca di Papa, Itália. Naquela ocasião, foi feito um balanço sobre a JMJ de Madri, que ocorreu em agosto de 2011. Estará no Rio também uma comissão do Pontifício Conselho para os Leigos (PCL), junto com seu presidente, Cardeal Stanislaw Ry?ko e outras autoridades do dicastério.

Os principais questionamentos sobre a JMJ Rio2013 serão respondidos durante o II Encontro Preparatório para a JMJ Rio2013. Cerca de 200 delegados ligados às Conferências Episcopais, Movimentos e Novas Comunidades, vindos de mais de 70 países, estarão no Rio de Janeiro entre os dias 25 e 29 de novembro, para participar do encontro.

Edir Macedo afirma que vive da ‘ajuda de custo’ da Igreja Universal .

Capa da edição da Istoé que entrevistou Edir Macedo
A Istoé perguntou a Edir Macedo (foto), 67, chefe da Igreja Universal, se é rico. Ele deu a entender que não, porque respondeu que vive “da ajuda de custo da Igreja", além dos direitos autorais dos livros dele. Falou que, embora seja dono da Record, não recebe nenhuma remuneração da emissora, “nem pró-labore ou ganho de lucros”.

Estimativa feita em 2009 pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão do Ministério da Fazenda que rastreia lavagem de dinheiro, aponta Edir Macedo como um dos empresários mais ricos do Brasil, com fortuna naquele ano avaliada em pelo menos US$ 2 bilhões, cerca R$ 4 bilhões.

A Istoé desta semana dedicou a sua capa ao fundador da Universal para destacar que o seu livro “Nada a Perder” já vendeu 350.000 exemplares, com traduções em vários idiomas.

No livro, como na entrevista, Macedo criticou, mais uma vez, a Igreja Católica e a Rede Globo. Relembrou que a Igreja romana teve participação no complô que resultou em sua prisão por 11 dias em 1992 sob a acusação de curanderismo, charlatanismo e enriquecimento com a exploração da fé dos pobres.

Surge a “União dos Juristas Católicos de São Paulo”.


Alvíssaras! Neste ano, 2012, erigiu-se a União dos Juristas Católicos de São Paulo (Ujucasp).
O objetivo geral da neoentidade é “(…) contribuir com a atuação dos princípios da ética católica na ciência jurídica, na atividade judiciária, na legislativa e na administrativa, bem como em toda a vida pública e profissional (…)” (Estatuto, art. 4.º, caput).
Tenho esperança de que essa novel associação laical realmente desperte o apostolado ativo de muitos operadores do direito, tornando-os impávidos evangelizadores da sociedade, sem respeitos humanos, em cumprimento ao disposto no cânon 225, §2.º: “Têm [os leigos] também o dever especial, cada um segundo a própria condição, de animar e aperfeiçoar com o espírito evangélico a ordem das realidades temporais, dando testemunho de Cristo, especialmente na gestão dessas realidades e no exercício das atividades seculares.”

O cristianismo no século XXI: 2050, África e Ásia somarão 41% dos católicos do mundo!


Gaudium Press
Não menos fascinante do que desconhecido, o Extremo Oriente é hoje o lar de quase 11% dos católicos do mundo. Segundo os dados do Anuário pontifício de 2010, cerca de 130 milhões de católicos (10,87 %) habitam no continente asiático. Evidentemente esse número é pequeno se comparado à população total da Ásia, na qual vivem 60% da população mundial (4,14 bilhões), e dentro da qual, a ínfima participação católica de 3,05% do total parece ser quase insignificante. Entretanto, essa promissora região do globo apresenta dados muito significativos de crescimento do número de batizados, sob diversos aspectos.
Paulatinamente a Ásia, e sobretudo a África, ganham participação nas quotas relativas de católicos em relação a cada continente. Entre 2000 e 2010 houve variações consideráveis. A África passou de 12,44% em 2000, para 15,55% em 2010 (173 milhões). De 2009 a 2010 a Ásia passou de 10,47 a 10, 87%. Com base em projeções num cenário moderado, em 2050 teremos tantos católicos no Oriente quanto na Europa (18,37% na Ásia e 18,55% na Europa).

A RCC, um Movimento da Igreja ou uma Torrente de Graça? A RCC, um Movimento da Igreja ou uma Torrente de Graça?


Por Maria Eugenia de Gongora

Em Atos dos Apóstolos, encontramos a confirmação de como a Igreja tem sido revitalizada através da ajuda do Espírito Santo desde o início de sua vida. As primeiras comunidades, nas quais a “alegria e singeleza de coração” (At 2, 46) reinavam, eram ricas em dinamismo, abertura e zelo missionário. Estas comunidades partilhavam o partir do pão em amor fraternal, iluminadas pela Palavra, servindo uns aos outros com humildade mútua – e eram um testemunho autêntico que atraía a admiração daqueles que observavam os discípulos - estimulando em muitos o desejo pela conversão e por partilhar este novo estilo de vida. O Evangelho de São João nos oferece uma fotografia desta nova família espiritual dedicada a amar “Amai-vos uns aos outros, como eu vos tenho amado” (Jo 13, 34).
Estes irmãos daquele tempo testemunharam o poder e a eficácia da Palavra: curas, libertações, sinais e prodígios aconteceram em abundância. Nesta atmosfera, era normal viver sob a vigorosa ação de Deus, que produzia coragem renovada diante das perseguições, inspirando um amor profundo e crescente; e tudo isto era o fruto da Sua presença. Em Atos 1, 8, há uma referência específica à promessa de Jesus referente à efusão do Espírito e aos resultados maravilhosos de Sua ação em nossos irmãos daquele tempo. É certo, portanto, esperar que esta ação continuará a operar na Igreja de hoje também: toda a Igreja deve ser renovada.