VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sábado, 17 de março de 2012

Força para resistir à tentação

Imagem de Destaque
A cada tentação há sempre uma proposta sedutora
 
Os fiéis pedem a Deus, em oração, na Liturgia das Horas: “Dai-nos força para resistir à tentação, paciência na tribulação e sentimentos de gratidão na prosperidade”. A prece exprime o estado de espírito de quem se vê diante de Deus com suas limitações, entre as quais está a tentação, que se manifesta de muitas maneiras.

Com a publicação do Catecismo da Igreja Católica (CIC), em 1992, os fiéis entendem melhor o pedido que fazem no Pai-Nosso em relação à tentação: “Este pedido implora o Espírito de discernimento e de fortaleza. (...) O Espírito Santo nos faz discernir entre a provação, necessária ao crescimento do homem interior em vista de uma ‘virtude comprovada’; e a tentação que leva ao pecado e à morte. Devemos também discernir entre ‘ser tentado e consentir’ na tentação. Por fim, o discernimento desmascara a mentira da tentação: aparentemente, seu objeto é ‘bom, sedutor para a vista, agradável’ (Gn 3,6), ao passo que, na realidade, seu fruto é a morte. (...)
Ao dizer ‘Não nos deixeis cair em tentação’, pedimos a Deus que não nos permita trilhar o caminho que conduz ao pecado. Este pedido implora o Espírito de discernimento e de fortaleza; solicita a graça da vigilância e a perseverança final. (...) A fortaleza é a virtude moral que dá segurança nas dificuldades, firmeza e constância na procura do bem. Ela firma a resolução de resistir às tentações e superar os obstáculos na vida moral.”

Por sua vez, o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, publicado em 28 de junho de 2005, resume em que consiste o pedido “Não nos deixeis cair em tentação”: “Nós pedimos a Deus Pai que não nos deixe sós ao sabor da tentação. Pedimos ao Espírito que saibamos discernir, de uma parte, entre a prova que faz crescer no bem e a tentação que leva ao pecado e à morte; e de outra, entre ser tentado e consentir na tentação. Esse pedido nos une a Jesus que venceu a tentação com a sua oração. Solicita a graça da vigilância e da perseverança final.”

O YOUCAT (Catecismo Jovem da Igreja Católica), publicado em 2011, antes da Jornada Mundial da Juventude, explica aos jovens a razão do “Não nos deixeis cair na tentação”: “Por que corremos a cada dia e a cada momento o risco de negarmos a Deus e de pecarmos, pedimos a Ele que não nos deixe indefesos na violência da tentação. (...) O próprio Jesus foi tentado, sabe que somos pessoas fracas, que não conseguem resistir ao mal pelas próprias forças. Ele nos apresenta, então, o pedido do Pai Nosso que nos ensina a confiar no auxílio de Deus na hora da provação.”

Bento XVI se reportou às tentações no seu discurso aos seminaristas em Madrid: “Sim, há muitos que, julgando-se deuses, pensam que não têm necessidade de outras raízes nem de outros alicerces para além de si mesmo. Desejariam decidir, por si só, o que é verdade ou não, o que é bom ou mau, justo ou injusto; decidir quem é digno de viver ou pode ser sacrificado; em cada momento dar um passo à sorte, sem rumo fixo, deixando-se levar pelo impulso de cada instante. Estas tentações estão sempre à espreita. É importante não sucumbir a elas, porque, na realidade, conduzem a algo tão fútil como uma existência sem horizontes, uma liberdade sem Deus.”

sexta-feira, 16 de março de 2012

EUA autorizam tribo a matar águias para fins religiosos

Ave é o símbolo dos  Estados Unidos
O governo dos Estados Unidos emitiu no dia 9 uma autorização para que uma tribo possa matar até fevereiro de 2013 para fins religiosos dois exemplares da águia-de-cabeça-branca (foto), a Haliaeetus leucocephalu, que é o símbolo do país. 

Em 2007, o governo tirou essa ave – também conhecida por águia-careca, águia-americana ou pigargo-americano – da lista dos animais em extinção, mas ela continua sob a proteção federal. Naquele ano, havia em todo o país 9.789 casais.

A Northern Arapatho Tribe, do Estado de Wyoming, apresentou ao governo o pedido de sacrifício das águias em 2008. A autorização só saiu agora porque, de início, as autoridades resistiram às  alegações dos índios.

Matt Hogan, diretor regional do Departamento de Pesca e Animais Selvagens, disse que os índios argumentaram que o ritual não pode ser realizado com outra ave.

Robert Holden, vice-diretor do Congresso Nacional dos Índios Americanos, explicou que a águia-de-cabeça-branca “voa mais alto do que qualquer outra criatura, perto do criador” e, por isso, “vê muitas coisas”.

Em 2011, a tribo recorreu à Justiça contra o governo reivindicando os seus direitos de crença. A Justiça ainda não deu uma sentença para o caso, mas a autorização para o sacrifício já seria uma consequência da mobilização dos índios no judiciário.

A anencefalia em NADA impede o amor, pelo contrário!

“Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação”(Mario Quintana)








É com muita alegria que compartilhamos aqui neste blog a história surpreendente de amor e fé que temos vivido com nossa amada filha Vitória de Cristo.
Com doze semanas de gestação, descobrimos que nosso primeiro e tão esperado bebê tinha um grave problema chamado acrania. Não havia se formado nele a calota craniana, e com a ausência de osso e de pele acima da cabeça, as estruturas cerebrais presentes estavam expostas e seriam danificadas em contato com o líquido amniótico.
Ficamos sabendo que esse tipo de malformação é incompatível com a vida e que nosso bebê morreria logo após nascer. Provavelmente ela nasceria com anencefalia  e viveria apenas poucas horas.Por isso poderíamos buscar judicialmente o direito de interromper a gestação.
Se decidíssemos continuar, não havia garantia de que esta chegaria até o final: o bebê poderia não resistir, e eu, sua mãe, poderia enfrentar alguns problemas como aumento de líquido amniótico e um parto complicado. Não era uma criança viável, e a morte era inevitável, mais cedo ou mais tarde, foi o que ouvimos.
Apesar de conscientes da gravidade da situação, decidimos acreditar que Deus poderia mudar esta sentença e fazer o milagre de curar nosso bebê, permitindo que ele fosse curado e sobrevivesse após seu nascimento.

ATENÇÃO!! Desembargadores se organizam pela volta dos crucifixos!

Umberto Trezzi- jornal Zero Hora
Retirados dos prédios do Judiciário estadual gaúcho por determinação do Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça (TJ), os crucifixos podem fazer uma reaparição lenta e gradual nos tribunais. É que cresce entre os desembargadores um movimento pelo retorno do símbolo máximo do cristianismo aos locais de julgamento
A retirada dos crucifixos dos prédios do Judiciário começou no dia 10, após decisão unânime tomada pelos cinco desembargadores que compõem o Conselho da Magistratura.
Os magistrados acolheram pedido da Liga Brasileira de Lésbicas e outras entidades de defesa dos direitos de homossexuais, no sentido de que o Estado é laico e não deve manter símbolos religiosos nos seus prédios. Os desembargadores entenderam que deve ocorrer separação entre Igreja e Estado. A decisão só vale para o Judiciário (foi tomada em âmbito administrativo, interno) e provoca polêmica. Inclusive entre os juízes.

Zero Hora ouviu integrantes do Judiciário que não se importam com a presença de símbolos cristãos nas salas da Justiça. Dois deles, os desembargadores Alexandre Mussoi Moreira Carlos Cini Marchionatti, já determinaram que o crucifixo seja recolocado nas salas onde eles atuam.

Números gerais da Igreja Católica em todo mundo indicam crescimento.

O número de católicos batizados continua crescendo globalmente, embora com significativas diferenças entre Europa-América e Ásia-África.
As estatísticas constam no Anuário Pontifício 2012, apresentado ao papa Bento XVI pelo cardeal Tarcisio Bertone, Secretário de Estado, e por dom Angelo Becciu, substituto na Secretaria de Estado para os Assuntos Gerais.
O novo anuário esteve a cargo de dom Vittorio Formenti, do Departamento Central de Estatísticas da Igreja, em conjunto com o prof. Enrico Nenna e outros colaboradores. Foi apresentado também o Annuarium Statisticum Ecclesiae, editado pelo mesmo departamento.
O complexo trabalho de impressão de ambos os volumes foi liderado por Sergio Pellini, SDB, Antonio Maggiotto, SDB, e Giuseppe Canesso, SDB, respectivamente Diretor Geral, Diretor Comercial e Diretor Técnico da Tipografia Vaticana. O livro estará disponível em breve nas livrarias.
De acordo com a assessoria de imprensa do Vaticano, o papa agradeceu pela cortesia, mostrou grande interesse pelos dados apresentados e pediu que a sua sincera gratidão fosse manifestada a todos que colaboraram na nova edição.

Descobrem Evangelho apócrifo na Inglaterra escrito pelo ano 200 DC.

O Pe. Juan Chapa, decano da Faculdade de Teologia da Universidade da Navarra e professor de novo Testamento, editou na Inglaterra um papiro de um provável evangelho apócrifo, até agora desconhecido.

Conforme assinala uma nota de imprensa da mencionada casa de estudos, o fragmento recém descoberto pelo perito pertence à coleção de papiros da antiga localidade egípcia de Oxirrinco. Estes são conservados e editados na Universidade de Oxford sob o patrocínio da Egypt Exploration Society de Londres e a British Academy.

De reduzidas dimensões –7 x 7 centímetros–, está escrito pelos dois lados e contém restos de vinte e duas linhas. “Em uma face relata parte de um exorcismo realizado por Jesus, que não encontra seu paralelo exato nos quatro evangelhos canônicos.
Mais que um novo exorcismo, parece uma síntese dos já conhecidos pelos outros evangelhos e testemunha a importância que teve entre os primeiros cristãos esta atividade de Jesus”, explica o professor Chapa, quem colabora há anos com o projeto de edição de papiros da coleção britânica.

No verso, o documento recolhe umas palavras de Jesus dirigidas a seus discípulos e”uma chamada ao seguimento radical, com uma alusão a Jerusalém e ao Reino”, acrescenta Juan Chapa.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Bento XVI medita sobre a oração na vida de Maria


Da Redação  da TV canção nova


Montagem sobre fotos / AP e Rádio Vaticano
Fiéis e peregrino de todo mundo se reuniram na Praça São Pedro para ouvir a Catequese do Santo Padre
Na Catequese desta quarta-feira, 14, realizada na Praça São Pedro, o Papa Bento XVI mostrou, aos fiéis e peregrinos da Itália e de todo mundo, que a Virgem Maria foi sempre uma presença orante junto aos discípulos.

Wyllys elabora projeto de lei para regulamentar a prostituição

Wyllys afirmou que a
hipocrisia tem de acabar 
O deputado e militante gay Jean Wyllys (foto), do PSOL-RJ, começou a elaborar um projeto de lei para regulamentar a prostituição e a profissão dessa atividade.

A sua proposta terá como base uma lei alemã, um projeto de lei já arquivado do ex-deputado Fernando Gabeira e outro do ex-deputado Eduardo Valverde.

Wyllys discutiu ontem (12) o texto do projeto com Gabriela Leite, prostituta fundadora ong Da vida, e José Miguel Nieto Olivar, pesquisador da prostituição nas fronteiras do país, entre outras pessoas.

O deputado entende que a regulamentação da atividade possibilitará que as prostitutas tenham mais condições para exercer a sua cidadania, além de serem tratadas com a dignidade que todo profissional merece.

“A sociedade que desaprova a prostituição é a mesma que se serve dela”, disse Wyllys. Para ele, essa hipocrisia tem de acabar.

Com informação do site de Jean Wyllys. 

terça-feira, 13 de março de 2012

É possível rezar quando estamos sofrendo e doentes?




                - Da dor, das doenças, das preocupações ninguém escapa. Mais cedo ou mais tarde nos deparamos com situações em que, como Jesus no alto da cruz, gritamos: "Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?" E, por mais que a medicina se esforce, existem ainda doenças para as quais não se descobriu a cura. Além disso, quando pensamos ter encontrado o remédio para uma enfermidade, aparecem imediatamente outras que, à luz da ciência, são inexplicáveis.
                Jamais devemos pensar que a doença seja castigo ou vingança de Deus contra o homem pecador. Este pensamento seria uma blasfêmia, uma visão distorcida do amor infinito de Deus para com o ser humano.
                As doenças são frutos de imprudência, de situações que poderiam ser evitadas, de descuidos do poder público, de "violências" ambientais e humanas contra a natureza que exige respeito e amor. Todo transtorno humano, biológico ou da natureza nos questiona profundamente e nos obriga a recorrer a Deus para encontrar uma resposta aos nossos dramas interiores. Aliás, os santuários de onde sobem a Deus as preces mais fortes e fervorosas são os hospitais e prontos-socorros. Quantas pessoas, não encontrando soluções para seus problemas, recorrem a Deus... Porém, algumas vezes, não sendo atendidas nos seus pedidos, desanimam e se consideram abandonadas por Ele. Entretanto, quando não sentimos Deus ao nosso lado, é certo que Ele está perto de nós. O seu amor é eterno, fiel e jamais nos abandona.

A ciência é ”um dos melhores princípios para conhecer Deus”, diz astrônomo.


Fé e ciência não estão em oposição, defende o irmão jesuíta Guy Consolmagno (foto).

EWTN News

O astrônomo do Observatório do Vaticano, o irmão jesuíta Guy Consolmagno (foto), afirma que seu estudo sobre o universo através da ciência ajudou-o a compreender melhor a pessoa de Cristo.

O Observatório do Vaticano foi fundado em 1891 pelo Papa Leão XIII, próximo da Basílica de São Pedro, mas foi transferido alguns quilômetros para fora de Roma em 1935, quando a poluição dificultou a visibilidade. O Vaticano estabeleceu uma nova divisão do observatório em Tucson,Arizona, nos EUA, em 1980, e construiu seu próprio telescópio em 1987.

Apesar de as pessoas muitas vezes terem a “louca ideia” de que ciência e religião estão em conflito, a ciência é “realmente um dos nossos melhores princípios para chegar a conhecer Deus”, disse.

O Ir. Consolmagno, que também atua como curador de meteoritos do Vaticano, falou no dia 3 de março na Living the Catholic Faith Conference da Arquidiocese de Denver.

Pode um cristão praticar Yoga?


Para seu interesse, ReL reproduziu um artigo sobre a relação entre yoga e do cristianismo pelo professor Joel S. Peters, que leciona teologia católica em uma escola secundária no Instituto Montvale, New Jersey (Estados Unidos).
***
“Não é raro nestes dias se ver publicidade e promoção de yoga, existem muitos livros sobre yoga , existem muitos sites da Internet que tratam de filosofia e prática, e os seminários são rotineiramente oferecidos em academias, clubes de saúde e até mesmo algumas instituições “católicas”
Na verdade alguns cristãos incorporaram yoga em suas vidas e não vem nada de errado em praticar yoga e ficariam até surpresos ao saber que representa uma ameaça espiritual de qualquer tipo.
“Existe uma grande ignorância sobre yoga” É precisamente por causa dessa ignorância sobre yoga – da parte dos cristãos professos – eu decidi  escrever este artigo. Eu não tenho nenhuma dúvida de que a vasta maioria dos crentes que praticam ioga são ignorantes da sua verdadeira natureza e propósito e eles provavelmente o veem  como “apenas um exercício.” Mas é aí que reside seu maior perigo.
Quando a ioga é reduzida a uma mera disciplina física com pouca ou nenhuma relação aos seus fundamentos espirituais, corremos o risco de ser enganados sobre algo que pode ter influência significativa no nosso bem-estar espiritual.
Afinal, O que é yoga? “As origens da Yoga remonta a 5.000 anos e os seus princípios são distribuídos através da transmissão oral. Esta tradição foi eventualmente cometido à escrita e, em seguida, yoga fez a sua aparição nos quatro textos antigos hindus conhecidas como Vedas , o mais antigo dos quais data de 1500 aC , mais tarde, um homem chamado Patanjali compilou e codificou a quantidade total de conhecimento sobre yoga. Fontes discordam sobre quando isso aconteceu, com datas que vão desde o século IV aC ao século II dC.
O seu trabalho, chamado Yoga Sutra, é o texto oficial sobre yoga , reconhecido por todas as escolas.
Hinduísmo e yoga são indissociáveis! “O “yoga” palavra deriva da raiz sânscrita yuj, que significa “união” ou “jugo”. O sânscrito é a antiga língua do hinduísmo e, portanto,não deveria ser surpreendente saber que o yoga está intimamente ligado com essa religião . Na realidade, o significado de “yoga” é muito semelhante ao da palavra latina “religio”, da qual deriva a nossa palavra “religião” – que significa “manter” ou “ligar-se”.Para ambas as palavras, a implicação clara é que a pessoa tenha “união” a algo espiritual.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Ensinamentos sobre a Quaresma

Imagem de Destaque
Dois jovens se encontram no corredor do colégio e um comenta com o outro: - 'Rapaz, neste feriadão eu vou curtir todas, vou chegar na quarta só o pó'; e o outro acrescenta: - 'Afinal é por isso que ela se chama Quarta-feira de Cinzas!'
Será que realmente é este o sentido da Quarta-feira de Cinzas? Será que é para depois de ter “aproveitado todas” no feriadão, chegarmos ao dia depois da terça-feira, a ponto de não termos mais força? Esgotados por termos buscado a qualquer custo um prazer egoísta? Penso que nem preciso dar a resposta a essas perguntas.

A Quarta-feira de Cinzas, dia de preceito (aqui recorro ao meu amigo dicionário para traduzir o significado deste termo – aquilo que se recomenda praticar, regra ou norma), é um dia em que todo cristão católico, batizado, deve participar da solene Liturgia da Cinzas. Esta celebração marca a abertura da Quaresma, tempo privilegiado de conversão e preparação para a Páscoa do Senhor.

As duas faces do amor: ‘eros’ e ‘ágape’

por Frei Raniero Cantalamessa, Pregador do Vaticano * 


1. As duas faces do amor

Com as prédicas desta Quaresma, eu gostaria de continuar o esforço, iniciado no Advento, de trazer uma pequena contribuição à re-evangelização do Ocidente  secularizado, que constitui nesta hora a preocupação principal de toda a Igreja e, em particular, do Santo Padre Bento XVI.
Há um âmbito em que a secularização age de maneira especialmente difusa e nefasta, e é o âmbito do amor. A secularização do amor consiste em separar o amor humano de Deus, em todas as formas desse amor, reduzindo-o a algo meramente “profano”, onde Deus sobra e até incomoda.
Mas o amor não é um assunto importante apenas para a evangelização, ou seja, para as relações com o mundo. Ele importa, antes de todo o mais, para a própria vida interna da Igreja, para a santificação dos seus membros. É nesta perspectiva que se situa a encíclicaDeus caritas est, do Papa Bento XVI, e é nela que nós também nos colocamos para estas reflexões.
O amor sofre de uma separação nefasta não só na mentalidade do mundo secularizado, mas também, do lado oposto, entre os crentes e, em particular, entre a s almas consagradas. Poderíamos formular a situação, simplificando ao máximo, assim: temos no mundo um erossem ágape; e entre os crentes, temos frequentemente um ágape sem eros.

Agentes Cáritas de todo Brasil se reúnem em Fórum Nacional



Teve início na manhã desta segunda-feira, 12, o Fórum Nacional e a 78ª Reunião do Conselho Consultivo da Cáritas Brasileira. O evento, que ocorre até a próxima quarta-feira, dia 14, tem entre os objetivos concluir o planejamento para o quadriênio 2012-2015 para toda Rede Cáritas. Participam do encontro representantes da entidade em todo país.
A mística de abertura foi conduzida a partir dos desejos de cada agente. Mudança, paz, alegria e integração foram alguns das muitas inspirações compartilhadas no início do Fórum Nacional.
Na manhã de hoje foi realizada uma análise de conjuntura conduzida por José Antônio Moroni, do Instituto de Estudos Sócioeconômicos (Inesc), seguida de uma avaliação do 4º Congresso e 18ª Assembleia Nacional da instituição, que ocorreu em novembro do ano passado em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul.

Anonymous ataca novamente site do Vaticano



O grupo de hackers Anonymous lançou um novo ataque contra o website do Vaticano, depois de fracassar em seu objetivo final na tentativa do último 7 de março.

Desta vez os hackers afirmam em seu blog em italiano que esperam que o Vaticano os excomungue de maneira pública e acusam à Santa Sé de atentar contra a saúde das pessoas com as repetidoras da Rádio Vaticano e afirmam que ingressaram no banco de dados do website.

O ataque ainda não foi confirmado nem desmentido pelo Vaticano. Sobre o primeiro ataque, o de 7 de março, o subdirector da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Ciro Benedettini, explicou que os hackers não conseguiram culminar sua agressão, pois fracassaram em publicar seu logotipo distintivo no site Web do Vaticano.

Igreja britânica condena casamento gay


Cerca de 2.500 igrejas católicas divulgaram uma carta defendendo "o verdadeiro significado do matrimônio".
As autoridades católicas britânicas intensificaram neste domingo a sua campanha contra o casamento homossexual, fazendo que 2.500 igrejas divulgassem uma carta que defende "o verdadeiro significado do matrimônio".
"Mudar a definição legal do matrimônio seria uma mudança muito radical", consideram neste documento os arcebispos Vincent Nichols, líder da Igreja Católica da Inglaterra e do País de Gales, e Peter Smith, do distrito londrino de Southwark.
"É nosso dever (...) fazer todo o possível para que as futuras gerações não percam o verdadeiro significado do matrimônio", acrescentam.

As mulheres sacerdotes procuram seu lugar na Igreja anglicana

No momento em que a Igreja anglicana é atravessada por tensões sobre a nomeação de mulheres bispas, três mulheres testemunham suas experiências como sacerdotes.
A reportagem é de Tristan de Bourbon e está publicada no sítio do jornal francês La Croix, 07-03-2012. A tradução é do Cepat.
“Como ser confiável na hora de discutir com as pessoas de um país em que as mulheres são oprimidas se fazemos o mesmo entre nós? Quem quer discutir com uma Igreja que discrimina?” Rosie Harper sabe do que está falando. Aos 56 anos, sacerdote desde 2000, ela conhece as dificuldades de ser uma mulher na Igreja anglicana e de ser reconhecida por seus pares, no momento em que a questão da nomeação de mulheres para o cargo de bispo sacode suas fileiras.
“A questão não diz respeito a apenas um pequeno número de membros do clero”, afirma Harper. “Com a maioria delas, a mudança foi aceita, mas os outros se opõem e me dizem: ‘Isso não é nada pessoal, mas você não pode ser sacerdote’. Um deles me disse certa vez: "Eu concordo com o fato de que seja sacerdote, mas Deus não’”.

Diretor do Big Brother Brasil, Boninho, diz, “no Big Brother Deus não existe”

Diretor do Big Brother Brasil, Boninho, diz, “no Big Brother Deus não existe”
Ainda como retaliação à atitude dos jogadores que estavam na casa, o diretor do programa ainda deu ordens para que o sim do pay-per-view fosse cortado.
A edição 2012 do Big Brother foi muito criticada, principalmente depois das acusações de abuso sexual dentro da casa, Boninho ignorou o episódio, porém o público reagiu e fez vários protestos contra o ocorrido, que também se tornou um caso judicial.

Cardeal de São Paulo se manifesta sobre a questão do aborto.

Dom Odilo P. Scherer
De novo, em pauta a questão do aborto. Estamos num ano eleitoral, os partidos vão costurando suas alianças e, como não podia deixar de ser, na pauta dos ajustes também entram questões polêmicas, em discussão há mais tempo pela opinião pública e também no Congresso Nacional.
Há quem gostaria que certos temas delicados não estivessem nos grandes debates político-eleitorais, talvez para não exigir uma tomada de posição clara perante os eleitores; prefere-se, então, qualificá-las como “questões religiosas”, das quais o Estado laico não se deveria ocupar, nem gastar tempo com elas na discussão política... Não penso assim.
Decisões sobre a vida e a morte de outros seres humanos, sobre o modelo de casamento, família e educação, sobre justiça social e princípios éticos básicos para o convívio social são questões do mais alto interesse e relevância política. Dizer que são “temas religiosos” significa desqualificar a sua discussão pública, relegando-os à esfera da vida privada, ou ao ativismo de grupos voltados mais para interesses particulares do que para o bem comum. Tirar da pauta política esses temas também poderia sugerir que pessoas sem religião não precisam estar vinculadas a valores e convicções éticas, o que é falso e até ofensivo.

domingo, 11 de março de 2012

R.R. Soares compra pequenas TVs para montar rede nacional


O discreto Soares já
comprou dez emissoras
O missionário R.R. Soares (foto), chefe da Igreja Internacional da Graça de Deus, está comprando pequenas emissoras de TV no interior do país com o propósito de, aos poucos, montar a sua própria rede.

Em nome de bispos da igreja, ele já comprou 10 emissoras. O negócio mais recente ocorreu em fevereiro com dois grupos de comunicação do Mato Grosso do Sul. A informação é de Veja.

Parece que a estratégia de Soares é investir pesado em TVs, enquanto seus concorrentes se ocupam em construir megatemplos.

Além de renovar o contrato com a Band, onde apresenta o "Show da Fé" todas as noites, Soares comprou uma hora no horário noturno da Rede TV!

No total, as duas emissoras obtêm do missionário mais de R$ 12 milhões por mês.

Livro sobre vida de dom Helder Camara é lançado na CNBB



Resgatar a memória sobre dom Helder Câmara. Este foi o principal objetivo da pesquisa do missionário redentorista padre Edvaldo M. Araújo, professor da Faculdade de Teologia e Ciências Religiosas da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Ele é autor da pesquisa Dom Helder Câmara: Profeta-peregrino da justiça e da paz, tese de doutorado que foi agora publica pela editora Ideias e Letras. A obra foi lançada oficialmente nesta quinta-feira, na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em Brasília (DF).
O autor conta que a sua proposta na obra foi realizar um estudo do pensamento de uma pessoa interessante como dom Helder Câmara. "Ele não era teólogo, nem especialista em nada, mas tinha uma visão de teologia pastoral muito grande", explica Edvaldo.
Sua principal fonte de pesquisa foi as mais de 500 conferencias proferidas pelo bispo entre 1964 e 1993, e que revelam o objetivo principal de sua missão: a realização plena do ser humano.

A inquisição, A VERDADE e o preconceito repetido de boca em boca de uma mentira!

Por Reinaldo Azevedo, jornalista da Veja
Escrevi em alguns posts que os valores essenciais do cristianismo certamente conduzem um juiz a um bom caminho — isso se o crucifixo estivesse em alguns tribunais por isso. Mas a razão, como já expliquei, é outra. Sempre que se fala do cristianismo, conjugam-se as mais variadas correntes de difamação da religião, especialmente do catolicismo, que se foram formando ao longo da história. A mais recente — historicamente falando — e mais poderosa, claro, é o marxismo. Atrocidades foram cometidas por autoridades eclesiásticas em quase dois mil anos de história? Foram, sim! E a própria Igreja se debruçou sobre isso.
Uma das técnicas da militância política, que deveria causar repúdio aos historiadores, é distorcer os fatos para vender uma ideologia. Infelizmente, no Brasil e em boa parte do mundo, quando o tema é religião, a irracionalidade predomina… em nome da razão!

Você ENTENDE “mesmo” a questão do Estado Laico?

Hoje o que se diz por aí é que o Estado é laico, e por isso a religião não pode influenciar nas decisões do mesmo. Para tanto, citam como fundamento legal a previsão do art. 19, I, da Constituição Federal de 1988.

Antes de tudo, é importante dizer que a previsão de que o Estado é laico não nasceu na Constituição Federal de 1988. Esta previsão (separação entre Estado e Igreja) já existia desde o Decreto nº 119-A, de 07/01/1890, ou seja, antes mesmo da promulgação da Constituição de 1891.
Esta previsão foi mantida na Constituição da República de 1891, e em todas, repito, TODAS as Constituições do Brasil que lhe sucederam (1934, 1937, 1946, 1967/69 e 1988).
Mas vejamos o que diz o art. 19 da CF/88:
Art. 19. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:
I – estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público;
A primeira coisa que nos chama a atenção é fato de que nenhum dos órgãos públicos estabeleceu cultos religiosos ou igrejas … até aqui, tudo certo, pois não temos uma religião estatal e muito menos uma definida como oficial.
Segundo, nenhum órgão da administração pública pode subvencionar ou embaraçar o funcionamento de entidades religiosas. Para analisar este trecho, é importante definir que “subvencionar” significa “prestar ajuda, auxiliar, subsidiar”, e “embaraçar” significa “causar embaraço, atrapalhar, criar dificuldade”. Mais um ponto em que o Estado está cumprindo a previsão da CF/88.