VEJA NOSSOS ÁLBUNS DE FOTOS NO NOSSO FACEBOOK: facebook.com/gruporenascercamocim

sábado, 2 de abril de 2011

“Rosto” de Jesus em pizza na Austrália. “Tu nos criaste para ti Senhor e inquieto estará nosso coração enquanto não repousar em ti”.

Para mim, esse fato, como outros semelhantes, apenas reafirma a busca da verdade e da face de Deus que é presente no coração de cada homem.
Milagre? nem de longe! pura coincidência, mas Deus se “aproveita” de tudo, não é Maree Phelan?
***
pizzaria australiana Posh, na cidade de Brisbaine está chamando atenção para um “milagre” de sua culinária.
A funcionária Maree Phelan foi quem preparou a pizza e disse não ter planejado nada, mas para ela há algo de sagrado nisso tudo. Consultado sobre esse tipo de “aparição”, Patrick McArdle, professor da Australian Catholic University e diretor do Instituto Católico de Identidade e Missão, disse que a pizza não era um milagre. ”Há uma série de equívocos sobre santos e milagres. Geralmente, só milagres da medicina, como curas, são aceitas pela Igreja Católica porque podem ser testadas através de meios científicos… Você precisa entender que não podemos aplicar esse tipo de rigor a um pedaço de queijo. Trata-se de uma diversão inofensiva. Nós, católicos, podemos apenas rir disso, mas se essa imagem leva alguém a um nível mais profundo da fé, ou apenas revela que Jesus é parte de sua vida, então não pode ser uma coisa ruim. A fé é melhor compartilhada em torno de uma refeição posta na mesa”. O grupo ateísta Australian Skeptics decidiu se pronunciar sobre o assunto através de seu vice-presidente, Richard Saunders.: ”Quando você pensa que centenas de milhares de pizzas são feitas todos os dias, estatisticamente, uma delas acabará se assemelhando vagamente a um rosto”. Decepcionada, a pizzaria embalou a vácuo a “pizza de Jesus” e botou à venda no site de leilões eBay. Eles esperam lucrar com algum fiel mais impressionado que deseje ter em casa esse “Jesus com queijo”. O lance inicial é 65 dólares.

Maioria dos católicos que frequenta missa semanalmente apoia união civil ou “casamento” gay, de acordo com pesquisa de opinião pública .

Apoio ao “casamento” de mesmo sexo e às uniões civis gays é muito elevado no meio da população católica, até mesmo entre a maioria dos católicos que frequenta a missa semanalmente, de acordo com uma pesquisa de opinião pública divulgada neste mês.
A pesquisa, feita pelo Instituto de Pesquisas Públicas de Religião (IPPR), revelou que os católicos ultrapassam outros cristãos e até o público geral em seu apoio às uniões homossexuais, tanto como “casamentos” quanto outras uniões semelhantes ao casamento reconhecidas pelo Estado.
Os resultados entre os católicos foram separados por classificação entre aqueles que frequentam missa semanalmente ou mais (38 por cento dos católicos), uma ou duas vezes por mês (20 por cento) ou menos vezes (41 por cento). Apoio ao “casamento” de mesmo sexo era muito mais elevado no último grupo com 59 por cento de apoio, e só 16 por cento eram contra todos os tipos de uniões homossexuais.
Mas até mesmo entre aqueles que frequentam missa semanalmente ou mais, só 31 por cento eram contra o reconhecimento legal das uniões homossexuais; 26 por cento favoreciam o “casamento” de mesmo sexo e 38 por cento favoreciam uniões civis.
A pesquisa do IPPR foi financiada principalmente pela Fundação Arcus, que foi fundada pelo bilionário ativista gay Jon Stryker.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Rede Nacional de Intercessão - Abril 2011



Reconstruir as muralhas entre o limiar da concupiscência e do pecado
Na carta de São Tiago 1,14-16, nós lemos:
“Cada um é tentado pela sua própria concupiscência, que o atrai e alicia. A concupiscência, depois de conceber, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte. Não vos iludais, pois, irmãos meus muito amados”.
Quando se fala em pecado, lembramos logo das nossas atitudes, nossas ações etc. Mas São Tiago afirma que o pecado, antes de se concretizar em ações, nasce na mente. O pecado é gerado quando pensamos em pecar, quando desejamos pecar, e é consumado quando livremente e conscientemente decidimos agir.
É muito importante saber que as nossas ações refletem o que pensamos e o que desejamos. Antes do pecado, vem a concupiscência, que nos alicia e, se não vigiarmos, fatalmente pecamos.
Neste tempo em que o Senhor direciona a RCC do Brasil a olhar para dentro de si, identificar as brechas e deixar-se reconstruir, o Senhor também espera que concretamente permitamos que o Espírito Santo nos reconstrua nas áreas da nossa personalidade e do nosso caráter, a fim de nos manter firmes na luta contra o pecado.
Todos nós, membros da RCC, devemos nos deixar reconstruir nestas áreas onde nasce a concupiscência e permitir que o Senhor construa muralhas entre a concupiscência e o pecado a fim de que sejamos preservados das quedas.
Não basta apenas sermos bons, é necessário que sejamos perseverantes na bondade, na ética, no caráter. É necessário que lutemos para nos afastar o quanto possível da fronteira entre o bem e o mal, é necessário nos posicionar o mais próximo possível do bem, ir mais para o centro onde está o Senhor. Desta forma, se tivermos quedas, cairemos próximos do Senhor que nos ama e nos ampara.
É preciso ter a decisão de clamar a misericórdia de Deus na hora do pecado, naquele limiar entre a concupiscência e o pecado. Pedir a graça de Deus, fechar as brechas, orar ao Senhor, pedir a sabedoria de como fazer quando estamos prestes a pecar. Pedir ao Espírito Santo para nos ensinar a escutar o Seu alerta antes de pecarmos e fugir das ocasiões de pecado.
Reconstruir muralhas significa mudar os pensamentos, os valores e os conceitos quando estes nos levam ao pecado. É ter a coragem de renunciar aos prazeres e até mesmo a determinados planos quando estes já não colaboram para a nossa santidade. É decidirmos ser íntimos do Senhor.
Precisamos permitir que o Senhor reconstrua as muralhas entre a fronteira do pecado e da concupiscência para que tenhamos têmpera na hora em que somos tentados a pecar. Estas muralhas serão reconstruídas em nossa vida com a Palavra de Deus, com a vivência das Práticas Espirituais e com a busca da santidade.
Para facilitar a nossa tarefa, de guardar nossa mente e os nossos pensamentos, São Paulo nos ensina em Filipenses 4,6-8:
“Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças. E a paz de Deus, que excede toda a inteligência, haverá de guardar vossos corações e vossos pensamentos, em Cristo Jesus. Além disso, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é nobre, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, tudo o que é virtuoso e louvável, eis o que deve ocupar vossos pensamentos”.
No Catecismo da Igreja Católica, no parágrafo 2520, aprendemos que mesmo tendo recebido o Batismo, devemos lutar contra a concupiscência para vencermos o pecado:
“O Batismo confere àquele que o recebe a graça da purificação de todos os pecados. Mas o batizado deve continuar a lutar contra a concupiscência da carne e as cobiças desordenadas. Com a graça de Deus, alcançará a pureza de coração:
- pela virtude e pelo dom da castidade, pois a castidade permite amar com um coração reto e indiviso;
- pela pureza de intenção, que consiste em ter em vista o fim verdadeiro do homem; com uma atitude simples, o batizado procura encontrar e realizar a vontade de Deus em todas as coisas;
- pela pureza do olhar, exterior e interior; pela disciplina dos sentimentos e da imaginação; pela recusa de toda complacência nos pensamentos impuros que tendem a desviar do caminho dos mandamentos divinos: "A desperta a paixão dos insensatos" (Sb 15,5);
- pela oração: Eu julgava que a continência dependia de minhas próprias forças... forças que eu não conhecia em mim. E eu era tão insensato que não sabia que ninguém pode ser continente, se vos lho concedeis. E sem dúvida mo teríeis concedido, se com gemidos interiores vos ferisse os ouvidos e, com firme fé, pusesse em vós minha preocupação”.
Para refletir:
- É preciso que as nossas atitudes tenham coerência com nossas palavras.
- É preciso alertar os irmãos sobre o limiar do pecado. Aquele momento quando nos deparamos na decisão entre pecar e não pecar, entre pecar e resistir ao pecado.
- Precisamos construir muralhas nesta linha divisória entre o bem e o mal.
- Pedir que o Senhor que coloque a luz de Seu Espírito Santo, o carisma do discernimento dos Espíritos nesta hora!
Intenções Permanentes
 - Pelo Santo Padre, o Papa Bento XVI, pelos bispos, sacerdotes, diáconos e religiosos (as), pelos seminaristas, para que neste período de formação sintam seu chamado confirmado;
 - Pelo Presidente da Renovação Carismática Católica, Marcos Volcan. Pela unidade da RCC em todo Brasil, estados, Grupos de Oração, equipes de serviço e núcleos e com as diversas expressões carismáticas;
 - Pelo Serviço Internacional da RCC (ICCRS) prestado por seus membros e pelo Conselho Latino-Americano (CONCCLAT), para que o Espírito Santo dirija os projetos e orientações do nosso movimento;
 - Pelo Programas de TV da RCC: na Canção Nova – Celebrando Pentecostes - e Renovação em Ação, na TV Século 21. Pelo Portal da RCC na Internet;
 - Pelos Projetos de evangelização, entre eles: Celebrando Pentecostes e  Missão Marajó. Veículos de Comunicação. Por todos os colaboradores do projeto  Eu amo a RCC e Semeando a Cultura de Pentecostes;
 - Pela construção de nossa Sede Nacional;
 - Pelos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, para que objetivem os valores cristãos e respeito à vida desde sua concepção, nas tomadas de decisão.
Núcleo Nacional do Ministério de Intercessão da RCCBRASIL

Secularista, humanista, agnóstico…Cresce Número de estudantes que se dizem ateus nos EUA.


O rápido crescimento da Aliança de Estudantes Secularistas (SSA – Secular Student Alliance) prova que hoje os jovens consideram o secularismo como um aspecto importante e fundamental de sua identidade.
O grupo de proteção para o ateísmo e humanismo que é organizado em campus universitários dos Estados Unidos agora também está presente em escolas de ensino médio.
“Mais estudantes estão orgulhosamente se declarando ateus, o que inspira outros a fazer o mesmo. Nós costumávamos sair e procurar por eles. Agora, eles estão vindo de toda parte e nos procurando, pedindo para fazer parte do movimento,” disse Galef, um porta-voz da SSA.

O 68º milagre oficialmente reconhecido de Lourdes, narrado pelo agraciado.


Serge François consertava aparelhos de TV, mas em conseqüência de complicações post-operatórias e uma hérnia de disco perdeu quase totalmente a mobilidade na perna esquerda.
Em 2002, ele viajou a Lourdes, rezou na Gruta e bebeu água da fonte.
Na hora pareceu que nada tivesse acontecido, mas enquanto saia da área do santuário sentiu um calor na perna paralisada e imediatamente foi capaz de andar normalmente.
Ele voltou a Lourdes em 2003, relatou seu caso à Comissão Médica que iniciou o processo de estudo do ponto de vista científico.

Quem não tem cão,”caça” com Pônei. Leia e entenda.




Fonte: Jornal Extra
Um pequeno cavalinho se transformou no grande companheiro da estudante Mona Ramouni, de 30 anos. Deficiente visual desde pequena, ela usa o pônei como guia para frequentar as aulas na Universidade Estadual de Michigan, no estado de Michigan, Estados Unidos.
Cali, como o pônei-guia é chamado, acompanha a jovem até dentro do ônibus. De família muçulmana, Mona nunca pode ter um cão como guia, já que sua religião considerar o cachorro um animal impuro.

Diálogo inter-religioso: Mensagem da Santa Sé aos budistas pela festa do Vesakh.


À procura da verdade em liberdade:
cristãos e budistas vivem em paz

Caros amigos budistas:
1. É com muito prazer que, em nome do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso, me dirijo a todos vós para vos felicitar por ocasião do Vesakh/Hanamatsuri. Rezo para que esta festa anual possa trazer serenidade e alegria a todos os budistas presentes no mundo inteiro.
2. À luz de uma amizade recíproca, como tem acontecido no passado, gostaria de partilhar convosco algumas das nossas convicções, esperando assim poder reforçar o relacionamento entre as nossas comunidades.
O meu pensamento dirige-se, antes de tudo, à relação entre paz, verdade e liberdade. A condição necessária para se conseguir uma paz autêntica é o empenho na procura da verdade. Todas as pessoas têm uma obrigação natural de procurar a verdade, de a seguir e de a viver livremente em conformidade com ela (cf. Concílio Ecumênico Vaticano Segundo, Declaração sobre a liberdade religiosa Dignitatis Humanae, n. 1). Esta tensão humana para a verdade oferece aos membros das diferentes religiões, uma feliz oportunidade de um profundo encontro, e de crescimento na estima recíproca pelos dons de cada um.

quinta-feira, 31 de março de 2011

Diocese francesa confirma oficialmente 68ª cura milagrosa por intercessão da Virgem Maria.


Em comunicado público feito no último domingo, 27, o bispo da diocese francesa de Angers, Dom Emmanuel Delmas, reconheceu o restabelecimento no dia 12 de abril de 2002 de Sérgio François, um fiel de sua jurisdição, como um milagre de Lourdes, contabilizando assim a 68ª cura por intervenção da Virgem que apareceu na cidade francesa.
Serge François
François sofria de dor no nervo ciático tipo S1 esquerdo, o que lhe ocasionava uma invalidez lombar marcada; precisava de tratamento analgésico constante, mas curou-se milagrosamente, após rezar diante da Gruta de Lourdes, beber água e lavar o rosto na fonte de Massabielle.
Os médicos que o examinaram oito anos após sua cura constataram que ela “havia sido súbita, completa no aspecto funcional, sem relação com alguma terapia particular e durável”.
Para o bispo de Anger, trata-se de uma cura “inexplicável”, ainda mais se for levada em conta “o estado atual da ciência”. Segundo o prelado, a cura de François deve considerada “como um dom pessoal de Deus para este homem, como um acontecimento de graça, como um signo de Cristo Salvador”.
A cidade de Lourdes, na França, foi o lugar eleito pela Virgem para confirmar ao mundo – em 1858 – que ela nasceu livre do pecado original, e onde ela anunciou a uma simples pastorinha, Bernadette, o surgimento da famosa fonte de Massabielle e pediu a construção de uma capela. Por tudo isso, Lourdes não é apenas sinônimo de devoção marial, mas também lugar de evocação de milagres.

Átrio dos Gentios: Concretamente, o que a Igreja quer dizer aos não crentes?

Imagens externas do Átrio, em Paris.

Imagens externas do Átrio, em Paris.
“Queremos dizer à sociedade contemporânea que a fé e a teologia estão entre os grandes vetores de conhecimento e de cultura, que cada uma têm um estatuto e uma dignidade próprios. Esse diálogo deve ocorrer no mais alto nível, sem relegar os crentes em Deus ao paleolítico!”
A opinião é do cardeal Gianfranco Ravasi, presidente do Pontifício Conselho para a Cultura do Vaticano.
Jornal La Croix, 25-03-2011.
Por que é necessário para a Igreja dialogar com aqueles que não acreditam?
A Igreja não se vê mais como uma ilha separada do mundo. Ela está no mundo. O diálogo, portanto, é para ela uma questão de princípio. Porque, nas nossas sociedades orgulhosas por serem secularizadas, constata-se, porém, que surgem perguntas fundamentais. Testemunho disso é o interesse pelo sagrado, a New Age ou também pelo sobrenatural e pela magia… Para responder a essa urgência, os grandes modelos culturais e religiosos se apresentam com legitimidade.

O que distingue um caso de possessão, infestação ou manifestação diabólica de uma doença?


O Pe. François Dermin, presidente nacional do Grupo de Pesquisa e Informação Religiosa (GRIS, na sigla em italiano), prior do convento de São Domingos de Bolonha e professor de teologia moral, italiano com origens canadenses, é um dos professores do curso de exorcismo que será realizado esta semana no Ateneu Pontifício ‘Regina Apostolorum’, em Roma.
Hoje se conhece mais sobre o demônio do que se conhecia, por exemplo, na Idade Média?
Pe. François Dermin: Do ponto de vista teológico, não se sabe mais do que se sabia na época. Grandes doutores da Igreja, como São Tomás, São Boaventura e Santo Agostinho, e tantos outros santos, falaram do demônio de maneira profunda, também especulativa, filosófica e teológica.

“Eneagrama”. Psicologia e/ou misticismo “new age”?

Fonte: Estevão Bettencourt
Que é?
Em síntese: A temática do eneagrama apresenta dois aspectos bem distintos: o psicológico e o “místico”. O aspecto psicológico tem o valor que os psicólogos julguem dever atribuir-lhe. Não o discutimos neste artigo.
O aspecto místico é inconsistente; pode ser dissociado do aspecto científico ou psicológico. O fato de que correntes de pensamento utilizaram o símbolo da estrela de nove pontas e desenvolveram suas idéias religiosas em conexão com esta imagem, não depõe necessariamente contra tal figura e muito menos depõe contra o sistema psicológico correlativo.
Nova Era, como amálgama de concepções diversas e heterogêneas, pode incluir em seu leque o símbolo do eneagrama e as idéias esotéricas ou panteístas que lhe são associadas pelos “místicos”. Neste caso, o eneagrama se torna inaceitável para o cristão, na medida em que possa sugerir ou incutir panteísmo, magia, reencarnação… Todavia mesmo então o aspecto psicológico conserva a validade que os cientistas lhe atribuem.
* * *
O Eneagrama é um sistema de psicologia que procura fazer que as pessoas compreendam a si mesmas e compreendam as outras; para tanto, indica nove (ennéas) tipos (grámmata, em grego) de personalidade; num desses tipos cada indivíduo se enquadra com maior ou menor precisão. Embora seja um produto de pura psicologia, o eneagrama tem sido associado a concepções religiosas e “místicas” que, aos olhos de alguns observadores, tornam o eneagrama espúrio ou suspeito de conivência com a Nova Era.
Examinemos um e outro dos aspectos do eneagrama valendo-nos, para o aspecto psicológico, da obra de Helen Palmer: eneagrama. Ed.Paulinas 1993 (citado como HP).

Católicos indignados com ação protestante de “evangelização” em romarias marianas no estadodo Espirito Santo

A iniciativa da Convenção Batista do Estado de trazer o projeto Tenda da Esperança para a próxima edição da Festa da Penha, no dia 2 de maio, vem causando indignação entre católicos, especialmente aqueles responsáveis pela organização do tradicional evento mariano.
A ação batista tem como uma de suas finalidades a evangelização durante romarias católicas.
Responsável pelas romarias das Mulheres e das Mães ao Convento da Penha, Maria José Tabachi destaca que é preciso, acima de tudo, respeitar o credo do outro. “Fico triste ao ver que, em pleno século XXI, ainda há ataques religiosos. Parece que ainda não cresceram na fé. Quem está na Festa da Penha é porque acredita, não está sendo obrigado a isso”, desabafa.
Maria José acrescenta que nunca houve por parte dos católicos a iniciativa de fazer mobilizações durante eventos evangélicos, como o Jesus Vida Verão, também realizado anualmente em Vila Velha.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Haverá lugar para todos na beatificação de João Paulo II

"Roma está pronta para acolher todos os peregrinos que quiserem vir: temos disponibilidade de lugares, assim como todas as cidades perto de Roma."
Estas foram as palavras de Dom Liberio Andreatta, na apresentação operacional dos eventos relacionados à beatificação de João Paulo II. A reunião foi realizada na sede do Vicariato de Roma, com a presença de significativas autoridades civis, desmentindo assim as vozes que anunciavam uma situação de emergência.
Para se deslocar dentro Roma, o bilhete dos peregrinos permitirá utilizar o transporte público gratuitamente durante os três dias; o metrô funcionará 22 horas por dia (exceto das 2h às 4h).
Para chegar à capital, serão utilizados os trens, os mesmos que em dia úteis transportam milhares de pessoas, só que, nesses dias, sem o fluxo de trabalhadores. Haverá também uma "noite branca" de igrejas e locais de entrega de pacotes com alimentos.
"Esta será uma demonstração de como João Paulo II é amado", disse Dom Andreatta, que precisou: "Escolheu-se o dia 1º de maio, domingo 'in Albis', porque é dedicado à Misericórdia Divina, porque ele quis santificar Santa Faustina e porque morreu logo depois das vésperas da Festa da Divina Misericórdia."
Os três eventos relativos à beatificação são:
- A vigília no 'Circus Maximus', em 30 de abril, presidida pelo cardeal Agostino Valli, organizada pela diocese de Roma e à qual Bento XVI participará por meio de uma conexão de vídeo. Será possível entrar enquanto houver espaço e não se precisará de ingressos ou tickets.
- A Missa da beatificação de João Paulo II, em 1º de maio, às 10h, presidida pelo Santo Padre. Depois, na basílica de São Pedro, no altar da Confissão, será aberta a veneração dos restos mortais de João Paulo II, até o final da fila de fiéis.

Nova abertura do programa CQC teria mensagens subliminares e vários símbolos maçônicos.

Nova abertura do programa CQC teria mensagens subliminares e vários símbolos maçônicos. Assista e compareSegundo o site Os Paparazzi e o fórum Anti Nova Ordem Mundial seria possível notar durante a abertura o “Olho que Tudo Vê”, um dos principais símbolos maçônicos representado por uma pirâmide e um olho, significando a onipresença de Deus. No programa do dia 14 de Março também são encontrados diversas imagens durante a edição.
Para os sites de catástrofes e teorias da conspiração, o vídeo tem muito mais mensagens subliminares e diretas sendo exibidas ao público, como um delta luminoso, um cenário em forma de templo, colunas e um Pavimento de Mosaico. A discussão é grande e muitas supostas mensagens ainda não teriam sido reparadas e codificadas pelos entusiastas e estudiosos no assunto, mas teriam sido encontrados também símbolos da maçonaria durante os cortes das edições do programa.

Outro lado

A Band confirmou a existência de tais símbolos na abertura do CQC, mas afirmou ser apenas uma brincadeira. “As vinhetas e abertura do programa são inspiradas no trabalho de um diretor de vídeo clipes! É tudo uma questão de estética. Garanto a vocês que nenhuma pessoa da equipe de criação da produtora, aqui e na Argentina tem a ver com a Maçonaria ou os Iluminatis”. Segundo Marcos de Assis, da equipe do humorístico, a maioria dos que trabalham no programa não possuem religião.

Igreja Deus é Amor estaria envolvida em esquema de compra ilegal de rádios e TVs do governo federal

Por trás dessas empresas, há especuladores, igrejas e políticos, que, por diferentes razões, ocultaram sua participação nos negócios.
Durante três meses, a reportagem analisou os casos de 91 empresas que estão entre as que obtiveram o maior número de concessões, entre 1997 e 2010. Dessas, 44 não funcionam nos endereços informados ao Ministério das Comunicações.
Entre seus “proprietários”, constam, por exemplo, funcionários públicos, donas de casa, cabeleireira, enfermeiro, entre outros trabalhadores com renda incompatível com os valores pelos quais foram fechados os negócios.

Jordânia: Talvez o maior e mais significativo achado arqueológico da história cristã



O governo da Jordânia tenta repatriar livros feitos de chumbo que, segundo suspeitas de especialistas, parecem ser os mais antigos da história cristã, tendo sobrevivido a quase 2.000 anos em uma caverna do país do Oriente Médio.
As relíquias, que estão atualmente em Israel, poderiam trazer à luz novos dados para nosso entendimento sobre o nascimento do cristianismo e sobre a crucificação e a ressurreição de Jesus Cristo.
O conjunto de cerca de 70 livros –cada um com entre 5 e 15 “folhas” de chumbo presas por aros de chumbo– foi aparentemente descoberto em um vale remoto e árido no norte da Jordânia, entre 2005 e 2007.
Uma enchente expôs dois nichos dentro da caverna, um deles marcado com um menorá, candelabro que é símbolo do judaísmo.

Índia: Lei da “Liberdade” Religiosa no Estado de Orissa obriga a pedir “autorização oficial” para se converter.

Uma dúzia de indianos tribais foi detida pelas autoridades por se terem convertido ao Cristianismo sem permissão das autoridades locais do Estado de Orissa.
A polícia procura ainda um 13º convertido, que terá conseguido fugir, e também os dois pastores evangélicos que os teriam convertido.
Em causa está a violação de uma lei, ironicamente chamada Lei da Liberdade Religiosa de Orissa, que impede conversões para qualquer religião sem autorização. Recorde-se que Orissa tem sido palco de graves incidentes inter-religiosos, com extremistas hindus a perseguir cristãos, acusando-os de fazer proselitismo entre as castas mais baixas.

Em entrevistas, TODAS as ministras de Dilma apoiam aborto. Surpresa?

Escolhidas por Dilma, todas as ministras são pró-aborto
Notícia velha, mas só agora a revista pró-aborto, Marie Claire, entrevistou as 9 ministras pró-aborto do governo Dilma para que as leitoras pudessem (se orgulhar?!) saber que são todas pró-aborto.
Seguem trechos da confissão de cada ministra do governo Dilma , da forma como está publicado na reportagem do dia 25/03, sexta-feira, no site da revista Marie Claire:

NÃO estamos sozinhos na luta a favor da vida, contra o Aborto!

Caro leitor, tenho duas notícias a lhe transmitir, uma boa e outra má. Como é do temperamento brasileiro de deixar sempre as coisas melhores para o final, começo pela má.
Eugenia no Uruguai?
Álvaro Fernandez, líder pró-vida no Uruguai, disse que o projeto para despenalizar o aborto até as 12 semanas de gestação “agora se acrescentou o tema das deformações e a síndrome de Down que seriam motivos para poder abortar segundo a senadora que promove esta lei, Mónica Xavier (do partido de governo Frente Amplo), que é médica”.
Esse projeto já conta com o apoio do atual presidente, José Mujica, que disse publicamente que não vetaria a norma se for aprovada pelos senadores.
Além da síndrome de Down que outras deformações seriam? Qual seria a definição de “deformação” para os abortistas? Não parece isso com a eugenia nazista? Vejam até que ponto nós chegamos…
Agora passo para a boa notícia.
Assim como no Brasil, em toda a parte do mundo essas medidas para aprovar o aborto estão encontrando reações.
Médicos contra o aborto na Argentina

terça-feira, 29 de março de 2011

O terremoto do Japão e o “castigo de Deus”


tsunami terremoto japao 2011 Notícias do Japão 2011: Terremoto e Tsunami Mata e deixa Desabrigados





John-Henry Westen
 Os programas de entrevista de rádio estão cheios de reações indignadas às declarações curtas de Glenn Beck sobre o terremoto do Japão, mas até mesmo o governador de Tóquio, Shintaro Ishihara, disse aos jornalistas na segunda-feira que o desastre pode ser um “castigo divino”.
A declaração exata de Ishihara, conforme saiu numa reportagem da Rádio de Notícias Otaku Who, foi:
“A identidade do povo japonês é o egoísmo. O povo japonês precisa aproveitar esta ocasião do tsunami como meio de se limpar de sua ganância egoísta. Eu realmente acho que isso foi castigo divino”.
Os comentários de Glenn Beck, os quais estão no momento sendo assunto de muita polêmica, foram semelhantes ao de Ishihara, mas apresentados e tirados do contexto de forma mais grosseira pelos críticos. Beck indicou que os desastres no Japão são uma mensagem de Deus; que precisamos parar de fazer as coisas ruins que estamos fazendo e começarmos a seguir os Dez Mandamentos. Contudo, o modo irreverente com que Beck deu sua mensagem foi visto como bastante impróprio, considerando as circunstâncias trágicas do sofrimento do Japão.
Aqui estão as citações exatas de Beck:
Agora, veja, não estou dizendo que Deus está provocando terremotos. Olha — não estou dizendo isso.
Deus — o que Deus faz é da conta de Deus, eu não tenho ideia. Mas lhe direi isto: quer você o chame de Gaia, quer você o chame de Jesus — uma mensagem está sendo enviada. E essa mensagem é: ‘Ei, sabe essas coisas que estamos fazendo? Não estão saindo muito bem. Talvez devêssemos parar de fazer algumas dessas coisas’. Ontem fui para casa, pensando em todas as mensagens que eu poderia apresentar, todas as coisas que eu poderia dizer, e oh, tenho muita coisa sobre o Hezbolá. Oh, tenho muita coisa sobre o islamismo radical nos EUA que faria seus olhos saltarem de pavor. Ou eu poderia simplesmente lhes dizer a resposta, e a resposta é: Apertem os cintos. Apertem os cintos, pois vai ser um percurso cheio de solavancos.

A contracepção é a causa fundamental do colapso da família e da moralidade sexual, afirma especialista.


fonte: Notícias pro Família
A contracepção é o fator fundamental responsável pela epidemia atual de gravidezes entre moças solteiras, famílias de mães solteiras, doenças sexualmente transmissíveis, pais irresponsáveis e um elevado índice de abortos, diz um proeminente especialista de família.
“Desde a introdução da contracepção, tudo o mais desabou”, disse Patrick Fagan, diretor do Instituto de Pesquisas de Religião e Casamento do Conselho de Pesquisa da Família, conforme reportagem do CNS.
Palestrando na conferência anual da Fundação Frederick Douglass em Washington, D.C., na semana passada, Fagan citou o “distanciamento de homens de mulheres, o colapso do casamento” e o “sexo fora do casamento” como algumas das consequências trágicas do uso da contracepção. A fundação é uma organização negra com bases religiosas.
“Universalmente, em toda a história do Cristianismo, a contracepção sempre foi vista como um grave pecado contra Deus”, disse ele, “um pecado pelo qual uma pessoa perdia a vida divina e a alma”.

Revista “Soho”. Fotógrafo admite que usou menores em “mostra” contra sacerdotes.


fonte: ACI

O fotógrafo Mauricio Vélez, autor de uma polêmica mostra fotográfica sobre sacerdotes e abusos sexuais, admitiu que entre os modelos das grotescas imagens publicadas na última edição da revista Soho há dois menores de idade.
A revista Soho é uma publicação da Colômbia
Depois do pedido da Procuradoria de iniciar uma investigação fiscal sobre as fotos e a pornografia infantil, em 24 de março em declarações ao programa “Hora 20″ da Rádio Caracol, Vélez, admitiu que nas imagens “há um menino de 25 anos, já major de idade, há um menino que em dois meses vai fazer 18 anos e o menor tem 16 anos”. Vélez alegou que contou com o consentimento dos pais dos menores.
Na quinta-feira 24 de março, o diretor da Soho, Daniel Samper Ospina, tratou de justificar a publicação das polêmicas fotografias alegando que “violam as leis os violadores que se escondem em umas batinas para violar crianças; não as obras que denunciam essa realidade”.
Em declarações ao jornal El Tiempo, Samper se defendeu com o argumento de que as fotos correspondem a um fotógrafo e disse que “Soho as reproduziu porque encontrou nelas valor estético e de denúncia”.
“A arte é denunciar e estas fotos não produzir maus pensamentos mas rechaço ao padre que os sente”, acrescentou.

Casamento causa perplexidade e surpresa no Rio Grande do sul. Veja!


fonte : G1

“Nós vivemos em um sítio, tipo um pântano mesmo, isolados. Por isso nos identificamos com os personagens”. É assim que a cabeleireira Denise Flores, de 30 anos, explica a inspiração para o casamento temático que realizou em sua união com Marcelo Basso, 39 anos, em Garibaldi (RS). Durante a cerimônia, que ocorreu em 12 de março, o casal usou fantasias dos personagens de desenho Fiona e Shrek.
Apesar de temático, Denise garante que o casamento seguiu toda a tradição católica. “[A cerimônia] seguiu todos os ritos, nada foi mudado. A única diferença foi o uso das roupas”, diz. Denise afirma que frequenta a igreja católica, já foi catequista e fez parte de grupos de jovens da paróquia.
A realização do sonho de Denise e Marcelo, no entanto, gerou polêmica na cidade. Em nota, a Diocese de Caxias do Sul (RS) afirmou que a celebração do sacramento do matrimônio deve seguir ritos e linguagem “adequados às culturas e situações e fundamentados na fé e não inspirados na imaginação e na fantasia”.

Pena de morte já foi abolida em 139 países. China, na contramão, mata milhares por ano.

fonte: Rádio Vaticano

A organização internacional de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional (AI) divulgou ontem na capital inglesa seu relatório anual sobre a pena de morte.
A tendência internacional é claramente a favor do fim da pena de morte, tendo sido já abolida por 139 países, seja por lei, seja na prática.
Nos últimos dez anos, 31 países abandonaram a pena capital e segundo Oliver Hendrich, especialista da organização, “quem no século XXI ainda executa ou condena pessoas à morte está cada vez mais isolado internacionalmente”.
Apesar da tendência mundial positiva, a Anistia aponta retrocessos inclusive na Europa, onde apesar de quase todos os países proibirem por lei a pena capital, a única exceção é Belarus, que mantém a prática.
A organização de defesa dos direitos humanos se mostra especialmente preocupada com o uso político da pena de morte. A China está à frente de todos os outros países em termos de execuções ao ponto deste ano, não haver estimativas. Daddos apontam que milhares de pessoas foram mortas em 2010 em nome do Estado chinês.
Para silenciar opositores ou alcançar metas políticas, especialmente na China, no Irã e no Sudão muitas pessoas foram assassinadas depois de julgamentos sumários e flagrantemente injustos. Normas mínimas exigidas internacionalmente não estariam sendo respeitadas.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Historiador socialista recorda "último sorriso" do Padre Pio


O historiador, jornalista e político socialista italiano, Giuseppe Tamburrano, recordou "o último sorriso do Padre Pio" e a amizade e lealdade do santo sacerdote com seu pai quando todos o haviam abandonado no cárcere a princípios do século XX.

A última vez que se encontrou com o Padre Pio, Tamburrano estava na universidade e já estava inscrito no partido comunista. O Santo, que o conhecia desde criança o encarou: "O que você fez?"

O jovem pensava que se referia à militância política e começou a defendê-la. Mas o Padre Pio, relata Tamburrano, disse-lhe: "A política? E o que tem a ver a política? Seguro que você se inscreveu em jurisprudência porque quer ser advogado, mas acaso não sabe que todos são ladrões?" Um sorriso cúmplice iluminou o rosto do frade capuchinho depois do comentário, assinala o artigo do L'Osservatore Romano (LOR).

Em uma entrevista com o semanário italiano Dipiù recolhida pelo LOR, Tamburrano, comenta ademais que este episódio foi um de tantos "com os que o Padre Pio tocava o coração".

Brasileiros fazem caminhada da Campanha da Fraternidade em Roma


Representantes dos Religiosos Brasileiros em Roma (RBR) e da Comunidade brasileira Nossa Senhora Aparecida realizaram, no domingo, 27, a tradicional caminhada da Campanha da Fraternidade pelas ruas de Roma.
O encontro teve inicio às 7h30 com a celebração Eucarística na Basílica Santa Maria Maggiore. Os religiosos expressaram sua sintonia com a Igreja no Brasil refletindo e rezando o tema da Campanha da Fraternidade 2011 "Fraternidade e a Vida no Planeta".

A cor verde-amarela e as canções alegres atraiam a atenção dos turistas ao longo das ruas da cidade. O encontro terminou com a oração do Ângelus na Praça São Pedro onde os participantes receberam uma palavra de alento do papa Bento XVI.

Religiosas e religiosos de países como Itália, Alemanha, Filipinas e Áustria que realizaram experiência missionária no Brasil se juntaram ao grupo. A irmã Laura Cantoni, da congregação das Missionárias da Imaculada que trabalhou de 2000 a 2010 na periferia da cidade de Manaus e em uma equipe itinerante com os povos indígenas na região de Maués, no interior do Amazonas disse haver se "encontrado de novo no mundo brasileiro num momento de espiritualidade e fraternidade".

“Sou uma mulher marcada para morrer”. Crime? conversão à fé católica.

“Gostaria de oferecer à minha família uma vida segura, em um lugar qualquer, que não seja o Paquistão. Mas sei que talvez não viverei para ver esse futuro. Acordo pela manhã pensando que talvez será o meu último dia. E choro” .
A reportagem é de Francesca Caferri, publicada no jornal La Repubblica, 27-03-2011. A tradução é de Moisés Sbardelotto.
A mulher, mãe de cinco filhos, foi presa em 2009 e condenada em 2010: a sua culpa, segundo as vizinhas de casa, teria sido a de insultar Maomé e de ter se recusado a se converter ao Islã. O caso se transformou em uma questão internacional quando a proposta de modificar a lei sobre a blasfêmia após o seu episódio gerou uma onda de violências no Paquistão: uma raiva que culminou nos assassinatos, em janeiro e março, do governador de Punjab, Salmaar Tasmeer, e do ministro das Minorias Religiosas,Shahbaz Bhatti, que haviam defendido a modificação.

O casamento pode ser redefinido para se adaptar às “últimas” tendências sociais, desprezando que deriva de nossa natureza humana?


Por John Flynn, L.C
A pressão por legalizar os casamentos do mesmo sexo continua, enquanto as organizações interessadas tentam convencer os legisladores de que o casamento é algo que se pode redefinir para se adaptar às últimas tendências sociais.
Na Irlanda, a coalizão de governo do ‘Fine Gael’ e dos Partidos Trabalhistas, recentemente eleita, acaba de publicar sua lista de propostas políticas.
Segundo o pró-família ‘Iona Institute’ irlandês, o partido de mais maior orientação liberal tenta deixar suas marcas nos temas da família.
O programa afirma que o governo vai analisar o tema do casamento homossexual, indica o instituto em sua página na internet. Também diz que a lei de pares civil será mudada para enfrentar as anomalias ou omissões. Segundo o ‘Iona Institute’, isso poderia dar aos pares do mesmo sexo os mesmos direitos dos casais casados.
Além disso, o programa afirma que será dado reconhecimento legal aos transexuais e que eles terão a proteção de leis de igualdade.
Pouco antes de que se divulgasse o programa, os bispos irlandeses animaram o parlamento a defender a família. As políticas públicas devem apoiar o bem comum, afirmaram em uma declaração de 3 de março, após um encontro de todos os bispos irlandeses.
Alcançar isso exige reforças a família, baseada no casamento entre um homem e uma mulher, acrescentam.

Índia: conversões entre os antigos “caçadores de cabeças” é um estimulo à nossa evangelização.


Quando George Palliparampil, hoje bispo de Miao, começou seu ministério no nordeste da Índia, seu trabalho missionário era ilegal e ele foi obrigado a passar por interrogatórios na polícia.
Apesar dos obstáculos atuais, o lar missionário de Dom Palliparampil é o lugar onde a Igreja católica mais cresceu nos últimos 30 anos, com mais de 10 mil batismos de adultos por ano, apesar da proibição das conversões.
Hoje, cerca de 40% dos aproximadamente 900 mil habitantes de Arunachal Pradesh são católicos e seu número cresce com rapidez. Nesta entrevista, o bispo Palliparampil, de 56 anos, revela os desafios da evangelização entre as populações tribais indianas.
- Excelência, falamos do nordeste da Índia, uma região muito montanhosa, com tribos que há 60 anos eram caçadoras de cabeças com uma cultura pagã. Quantas tribos vivem hoje nessa área?
Dom Palliparampil: Há 26 grandes tribos, que podem se dividir, em mais de 120 subtribos, e cada uma delas tem seu próprio dialeto e cultura. Gostaria de esclarecer a palavra ‘pagão’, dizendo que se trata de gente que não tem uma religião organizada. Adoram os poderes da natureza. A palavra ‘animismo’ os descreveria muito bem. Tudo tem a ver com os espíritos, tanto bons como maus. Se ocorre algo bom, é porque há um espírito bom. Se acontece algo mau, é que há um espírito mau. Tem-se de fazer um sacrifício propiciatório para apaziguar este espírito mau.

domingo, 27 de março de 2011

TERCEIRA CAMPANHA: PROJETO AMIGOS DE DEUS






PROJETO AMIGOS DE DEUS - VAMOS AVANÇAR EM 2011
 
A RCC de todo o Brasil está empenhada em vivenciar a moção profética da Reconstução. Reconstrução da nossa identidade e da espiritualidade de cada membro da RCC.

Para isso, foi desenvolvido o Projeto Amigos de Deus que tem o objetivo de colaborar na reconstrução da espiritualidade de todos nós servos, através da vivência sincera e concreta das práticas espirituais.

O Projeto Amigos de Deus está estruturado de tal maneira que, através de campanhas que acontecem a cada três meses, os servos dos Grupos de Oração de todo o Brasil são motivados a vivenciar duas práticas espirituais por vez.

Cada campanha do Projeto tem um subsídio para ser utilizado como base para motivar os servos a vivenciar em seu dia-a-dia as práticas espirituais.

A primeira campanha já aconteceu nos meses de julho a setembro de 2010 e a segunda nos meses de outubro a dezembro de 2010.

Por que os ingleses se sentem cada vez mais católicos.


No dia 31 de dezembro de 2010, Edwin Barnes,  bispo da Igreja Anglicana, entrou em plena comunhão com a Igreja Católica, junto com outros quatros bispos ingleses.
Entrevistado com exclusividade pelo sítio Ilsussidiario.net, Barnes revela as razões profundas da sua escolha, o problema das mulheres-bispo e o encontro com o Papa Bento XVI, em quem encontrou “a alegria de ser acolhido por um autêntico Pai em Deus”. Revelando ainda: “Espero que logo a Igreja Católica se torne a Igreja da nação inglesa”.
A reportagem é de Pietro Vernizzi, publicada no sítio Il Sussidiario. A tradução é de Moisés Sbardelotto.
Eis e entrevista.

Bruna Surfistinha: Exaltação à prostituição


Você já ouviu aquele ditado “achar chifres na cabeça de cobra” ou “dentes na boca de galinha”, pois é, tem  muita gente que empreende muitos esforços para encontrar sentido em coisas que não há.
O filme que conta a história da prostituta Bruna Surfistinha é uma dessas buscas de “chifre em cabeça de cobra”. Tem gente  afirmando que o longa mostra uma história de determinação, a de uma garota que abandona a casa dos pais decidida a trilhar um caminho que não é fácil, o da prostituição.
Os termos são maquiados de todas as formas, prostituta torna-se garota de programa, ou ainda  garota de programa de luxo. Parece que se atenua a proporção do erro por este não acontecer em uma esquina e sim num flat. As jovenzinhas ingênuas ou não tao ingênuas podem pensar que , de fato, a prostituição seja um caminho a seguir.

Esperança? Bloco significativo de países islâmicos abandonou campanha que criminalizava a “difamação da religião”.



 
Um bloco significativo de países islâmicos abandonou  uma campanha de 12 anos no sentido de criminalizar internacionalmente a “difamação da religião”.
A medida contava com a oposição de vários países ocidentais e latino-americanos, que defendiam que uma resolução nesse sentido poderia dar cobertura à perseguição de minorias religiosas e legitimar leis anti-blasfémia como a que existe no Paquistão.
Existiam ainda preocupações ao nível da liberdade de expressão, uma vez que a definição de “difamação”, poderá variar consoante a situação e a interpretação que é dada.
O Paquistão, porta-voz da Organização da Conferência Islâmica, afirmava que tal medida era urgente para defender os fiéis de ações ofensivas, dando como exemplo a publicação na Dinamarca de cartoons a ridicularizar Maomé.
Ao ver o apoio à sua proposta diminuir nos últimos anos, a OCI aceitou desistir da sua campanha, abrindo caminho à discussão e eventual adoção de uma resolução que visa proteger os crentes e não as crenças.
A nova proposta, de três páginas, reconhece a existência de “intolerância, discriminação e violência” em todo o mundo e, sem usar o termo difamação, condena todas as formas de ódio religioso que leve à hostilidade ou violência contra crentes.

Fonte: Rádio Renascença

Declaração da Igreja sobre a chamada “Pílula do dia seguinte”.

Pontifícia Academia para a Vida

Como é comumente conhecida, a chamada pílula do dia seguinte recentemente foi posta à venda nas farmácias da Itália. Ela é um bem-conhecido produto químico (de tipo hormonal) que freqüentemente — mesmo na semana passada — tinha sido apresentado por muitos da área e pelos meios de comunicação de massa como um simples contraceptivo ou, mais precisamente, como um “contraceptivo de emergência”, que se usado dentro de um curto tempo depois de um ato sexual presumivelmente fértil, deveria unicamente impedir a continuação de uma gravidez indesejada.
As reações críticas inevitáveis daqueles que levantaram sérias dúvidas sobre como esse produto funciona, em outras palavras, que sua ação não é meramente “contraceptiva”, mas “abortiva”, receberam rapidamente a resposta de que tais preocupações mostravam-se sem fundamento, uma vez que a pílula do dia seguinte tem um efeito “anti-implantação”, deste modo implicitamente sugerindo uma clara distinção entre o aborto e a intercepção (impedimento da implantação de um ovo fertilizado, isto é, o embrião, na parede uterina).

Os dados bíblicos são historicamente testáveis?


A Bíblia tornou-se um livro importante fonte para a arqueologia secular, ajudando a identificar essas figuras antigas como Sargão ( Isaías 20:1); Senaqueribe ( Isaías 37:37 ); Horam de Gazer ( Josué 10:33 ); Hazar ( Josué 15: 2), e da nação hitita ( Gênesis 15:20 ). O registro bíblico, ao contrário de outras “escrituras”, é historicamente definido, abrir-se para os testes e verificações.
Dois dos maiores arqueólogos do século 20, William F. Albright e Nelson Glueck, elogiou tanto a Bíblia (mesmo que eles não eram cristãos e seculares, na sua formação e crenças pessoais) como sendo o único documento de origem mais precisa da história. Repetidamente, a Bíblia foi encontrado para ser preciso em seus lugares, datas e registros de eventos. Nenhum outro documento “religioso” chega perto.
Os críticos do século 19 usado para negar a historicidade dos heteus, dos horeus, os edomitas, e vários outros povos, nações e cidades mencionadas na Bíblia. Os críticos têm sido silenciados pela pá do arqueólogo, e os críticos poucos se atrevem a questionar a confiabilidade geográfico e etnológico da Bíblia.
Os nomes de mais de 40 diferentes reis de diversos países mencionados na Bíblia foram todos encontrados em documentos contemporâneos e as inscrições fora do Antigo Testamento, e sempre são coerentes com os tempos e lugares associados a eles na Bíblia. Nada existe na literatura antiga que foi mesmo que remotamente, assim, confirmada em rigor como a Bíblia.

Afinal, Adão e Eva existiram ou não? fala-nos Cardeal Ratzinger.


Por Nicanor Pier Giorgio Austriaco

Traduzido por Alexandre Zabot
Baixar pdf.

O autor responde aos criacionistas católicos argumentando que exegetas
modernos têm razões suficientes para ir além da leitura literal do Gênesis.

Como um católico deveria ler o primeiro capítulo do Gênesis, que detalha os seis dias da criação?
Em uma palestra intitulada “Restauração da Teologia Tradicional Católica sobre as origens”, proferida no Primeiro Simpósio Católico Internacional sobre Criação, realizado em Roma em 24-25 de outubro de 2002, Padre Victor Warkulwiz, MSS, um padre com doutorado em física, argumentou que a Igreja Católica precisa retornar a uma teologia católica tradicional sobre as origens, uma teologia que é baseada no sentido literal e óbvio de Gênesis 1-11. Ele não está sozinho ao dizer isto. Nos últimos anos, os católicos de tendência mais tradicionalista começaram a abraçar um criacionismo especial – a crença de que Deus criou os diferentes tipos de seres vivos por decreto divino menos de 10.000 anos atrás – que, nos anos passados, estava associada mais com os protestantes fundamentalistas.
Católicos criacionistas frequentemente afirmam que os católicos que procuram ser fiéis à tradição católica precisam interpretar o relato da criação de seis dias de Gênesis, no seu sentido “literal e óbvio”, como a maioria dos Padres e Doutores da Igreja tinham feito. Assim, eles argumentam que o primeiro capítulo do Gênesis é uma narrativa histórica exata, uma descrição precisa, de um evento que teve lugar durante um período de seis dias, milhares de anos atrás. Para justificar esta abordagem, os criacionistas católicos citam o papa Leão XIII, que em Providentissimus Deus, sua encíclica de 1893 sobre o estudo da Sagrada Escritura, ensinou o seguinte:

DEUS É FIEL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VISITANTE N°